Pesquisar
Close this search box.

Lixão em terreno continua dando dor de cabeça

Terreno já foi alvo de várias reclamações e Prefeitura disse que muitos moradores contribuem com o aumento do lixão
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Lixão em terreno continua dando dor de cabeça
Terreno já foi alvo de várias reclamações e Prefeitura disse que muitos moradores contribuem com o aumento do lixão

 

Não é de hoje que um terreno localizado no Loteamento Uirapuru, entre as ruas Maranhão e Manoel Ribas, no bairro Costeira, vem dando dor de cabeça para alguns moradores da região. Quem avista o lugar de longe, pode até pensar que se trata de um aterro, onde são despejados dejetos de todos os tipos. A situação já foi notícia nas páginas do O Popular em fevereiro de 2016. Dois anos depois, a situação, ao invés de melhorar, só piorou.

Revoltado, um morador comentou que, se a Prefeitura tivesse multado o dono do local ou mesmo feito um serviço de limpeza, alguns crimes que ocorreram por lá poderiam ter sido evitados. “Se tivessem feito algo, três mortes poderiam ter sido evitadas, pessoas que foram assassinadas naquele terreno abandonado, alguém precisa fazer alguma coisa. Sei que a culpa, na maioria das vezes, é dos próprios moradores, os porcalhões que jogam lixo no local. Mas eles também precisam levar um puxão de orelha para pararem de fazer isso”, denunciou.

A Prefeitura explicou que o proprietário da área já foi notificado para fazer a limpeza e alguns dos serviços solicitados já foram realizados no local. A Secretaria de Meio Ambiente (SMMA) informou que frequentemente realiza coleta de materiais como galhos, móveis e outros objetos jogados irregularmente. A SMMA também já flagrou moradores das proximidades jogando lixo no local citado e realizou a notificação para que recolhessem o que jogaram.

Não custa lembrar que a Secretaria de Meio Ambiente recolhe nas casas galhos, móveis, pneus e outros objetos. Basta o morador solicitar agendamento pelo telefone (41) 3614-7480. A exceção é material de construção, o qual cabe a cada morador dar o destino correto.

As reclamações sobre terrenos abandonados ou com lixo devem ser feitas via Ouvidoria do Município. Os telefones são 0800-643-1550 (ligação gratuita) e o 3901-5245. Quem flagrar alguém descartando lixo em terrenos baldios pode, no mesmo instante, solicitar a presença da Guarda Municipal (153) ou da equipe de fiscalização do Meio Ambiente (3614-7480).

 

Foto: Everson Santos

Publicado na edição 1100 – 15/02/2018