A araucariense Elisangela Aparecida Dias foi vítima de um acidente de trânsito no dia 18 de março, na BR476, em Curitiba. Segundo o boletim da Polícia Rodoviária Federal, um objeto grande se soltou de um caminhão e caiu na pista. Ao perceber o perigo, Elisangela, que pilotava uma moto Honda/NXR160 BROS e seguia pela mesma rodovia, freou e fez uma manobra inesperada para não ser atingida. O problema é que ela perdeu o equilíbrio na moto e caiu na pista.    

Uma pessoa que passava pelo local e que ela não teve a oportunidade de conversar devido à gravidade dos seus ferimentos, a retirou da pista e a conduziu para o acostamento, assim como o fez com a sua moto, para evitar um novo acidente. Em seguida, Elisangela foi socorrida e levada pelo Siate ao Hospital do Trabalhador em Curitiba. Hoje ela não consegue se lembrar dos momentos entre o acidente e sua chegada ao hospital. Porém, disse que é eternamente grata a quem a socorreu, a retirou da rodovia, evitando um possível atropelamento e quem sabe um acidente fatal.

“A minha companheira ficou gravemente ferida, ainda está em recuperação. Ela teve 6 costelas fraturadas, perfuração de pleura, luxação de clavícula e várias escoriações. A Elis ainda está bem debilitada, mas faz questão de agradecer a pessoa que a salvou e gostaria muito de conhecer sua identidade. O que temos é apenas a narrativa da PRF, através do BO, onde consta que um objeto grande caiu de um caminhão sobre a rodovia e que a Elis precisou frear e fazer uma manobra inesperada, tendo caído da moto. Nós não sabemos quem a socorreu e inclusive colocou a moto no acostamento. Ficaremos muito felizes se esta pessoa tiver acesso a essa reportagem e entrar em contato conosco pelo whatsapp (41) 99843-8239”, disse Luci Montejane.   

Leg – Elis com sua moto e a roupa que usava no dia do acidente / Foto – divulgação

Texto: Maurenn Bernardo

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp