Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dão conta de que 98.733 pessoas estão aptas para ir às urnas no próximo domingo, 15 de novembro, para escolher prefeito, vice e 11 vereadores que representarão a comunidade araucariense nos poderes Executivo e Legislativo a partir de 2021.

No caso da eleição majoritária, Araucária tem neste ano 8 chapas inscritas. Destas, 7 estão com seus registros de candidaturas deferidos pela Justiça Eleitoral, sem que haja qualquer questionamento a respeito dessa condição sendo discutido. A única chapa que teve o registro de candidatura negada foi a encabeçada por Albanor José Ferreira Gomes (Podemos), que tem como vice Tatiana Nogueira.

Embora esteja com o registro de candidatura negado, os dados da chapa de Albanor constam das urnas eletrônicas. Isto porque ele recorreu do indeferimento de sua candidatura ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Como o julgamento desse recurso não deve acontecer até o próximo domingo, dia da votação, fechadas as urnas os votos dele serão considerados nulos. Embora considerados nulos, o quantitativo poderá ser visto pelo eleitor. Isto porque, a partir destas eleições, candidatos com recursos pendentes aparecerão no relatório como “anulados sub judice”. Embora a votação seja visualizada junto com a dos demais candidatos, haverá uma marcação deixando claro que os votos do candidato ainda não são considerados válidos.

Essa condição de votos anulados sub judice permanecerá, pelo menos até que haja julgamento pelas instâncias superiores com relação ao seu pedido de reforma da decisão em primeiro grau. Se, posteriormente, ele for liberado pela Justiça Eleitoral seus votos voltam a ser considerado válidos. Se a inexigibilidade for mantida, seus votos seguem sendo considerados nulos.

Candidatos

Na eleição de domingo, os eleitores araucarienses poderão votar em 8 candidatos a prefeito. O voto para o cargo majoritário é o segundo que o eleitor fará quando estiver na cabina de votação. São dois dígitos, que correspondem ao número do partido do cabeça de chapa.

Dos oitos candidatos a prefeito, o mais idoso é Albanor, com 75 anos. Outros três têm 63 anos: Genésio Natividade (PDT), Hissam Dehaini (Cidadania) e José Luiz Brogian (PTC). Já os quarentões são Gustavo Botogoski (PSL) com 44 anos, Hosana Marcondes com 43 e Péricles Alves Pinto (Avante) com 49. O mais novo dos postulantes ao cargo de prefeito é Silvinho Pereira, com 38 anos.

Levantamento feito pelo O Popular também mostra que sete dos oito candidatos se declararam de cor branca. O único que se declarou pardo foi Hissam. Com relação a ocupação, Albanor se declarou aposentado. Genésio e Gustavo, advogados. Hissam, Hosana e Silvinho, empresários. Péricles, engenheiro e Brogian, professor.

Texto: Waldiclei Barboza

Publicado na edição 1238 – 12/11/2020

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp