Pesquisa aponta Araucária como a melhor cidade do Paraná para se investir no setor industrial | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:

Publicado em dezembro passado pela Revista Exame, da Editora Abril, a edição 2020 da pesquisa Melhores Cidades para Fazer Negócios 2.0, elaborada pela Urban Systems, traz Araucária como a melhor cidade do Paraná para se investir no setor industrial.

No ranking nacional, que é liderado por Camaçari, na Bahia, Araucária aparece na 59º posição da lista. Esse índice atribui nota de zero a dez pontos para os municípios, considerando uma série de fatores. Camaçari alcançou a nota 6,558. Já Araucária obteve 5,804.

O estudo da Urban Systems é feito desde 2014 e engloba todas as cidades do país com mais de 100 mil habitantes. Hoje, os municípios enquadrados nesta régua de corte somam 325. Até a versão de 2019 da pesquisa, os resultados eram apresentados por meio de uma metodologia que considerava o melhor ecossistema para investimento privado. Porém, a edição 2020 alterou a forma de apresentação dos dados. “A versão 2020 da pesquisa, dessa forma, responde não mais apenas as cidades com melhor ecossistema para investimento (capital humano, infraestrutura, desenvolvimento social e econômico) como era apresentado até a última edição, mas sim quais os melhores municípios para investir, segmentados por sete dos principais setores econômicos do país”, explica Willian Rigon, diretor comercial e de marketing da Urban. Com isso, o estudo segmentou as melhores cidades para fazer negócios em seis áreas: Mercado Imobiliário, Comércio, Serviços, Educação, Indústria e Agropecuária.

Metodologia

No segmento Indústria, a Urban Systems mapeou dez indicadores específicos para chegar ao resultado. São eles: empregos no setor industrial, empregos no setor industrial com média e alta remuneração, estabelecimentos industriais, renda do trabalhador da indústria, exportação, distância do aeroporto, distância do porto, paralisações no serviço de água, rodovias federais e concentrações de empregos no setor.

Além dos quesitos específicos, a Urban também considerou indicadores do macro cenário, de modo a respeitar as particularidades do atípico ano de 2020, em que as cidades tiveram que conviver com o estado de emergência causado pela pandemia da Covid-19. Com isso, dados como mortos pelo novo coronavírus, infectados, diversidade econômica, empregabilidade e índice FIRJAM de Gestão Pública também foram contabilizados para cálculo do Índice de Qualidade Mercadológica (IQM) atribuído a cada município avaliado.

No segmento Indústria, além de Araucária apenas outra cidade paranaense aparece entre as cem melhores ranqueadas no país. É São José dos Pinhais, que ficou exatamente na 60ª posição.

Falando à agência Brasil 61, o economista da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), Marcelo Alves, analisou que a divulgação da pesquisa ajuda tanto as empresas que procuram uma cidade para investir, como também os Municípios, já que oferece informações com relação aos seus pontos fortes e fracos. “O estudo serve como uma referência, pois com base na sua metodologia e abrangência, é possível identificar os pontos fortes e os pontos a melhorar, criando, assim, condições para que sejam traçadas ações que possam fazer com que as cidades paranaenses, em especial Araucária e São José dos Pinhais, sejam ainda mais atraentes para se fazer negócios nos próximos anos”, pontuou.

Por sua vez, o prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania) destacou a importância da pesquisa para consolidar Araucária como o pulmão econômico do Paraná. “Temos trabalhado ao longo dos últimos quatro anos para criar uma cidade que receba de braços abertos àqueles que querem investir em Araucária, gerar riqueza para si e para a nossa comunidade, por meio de geração de impostos e empregos. E, neste nosso segundo mandato, vamos intensificar essa parceria com o setor produtivo. Estamos trabalhando em projetos de obras importantes de infraestrutura para nossa área industrial. Também já estamos discutindo internamente um projeto de lei de incentivo a atração de mais empresas para Araucária. Tudo isso, somada à seriedade com que conduzimos nosso governo, vai fazer com que continuemos sendo referência estadual, nacional e internacional de cidade para se investir”, enfatizou.

Como foi Araucária nos outros segmentos analisados

Além do segmento Indústria, a pesquisa da Urban Systems também avaliou outras cinco áreas. Para cada uma delas houve a atribuição de notas levando-se em consideração indicadores específicos e macros. Assim, foi possível calcular o Índice de Qualidade Mercadológica (IQM) de cada uma das 325 cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes.

No relatório divulgado no mês passado foram elencadas sempre as 100 cidades melhor posicionadas em cada segmento analisado. Araucária também ficou bem posicionada em alguns deles.

No segmento Comércio, por exemplo, ficamos em 38º lugar. Atrás, porém, de diversas outras cidades paranaenses. São José dos Pinhais foi a 16ª coloca, Curitiba a 20ª e Londrina a 37ª.

Desempenho nada bom tivemos no segmento Serviços. Araucária não figurou entre as cem cidades com melhores notas. Nesse ranking a liderança nacional coube a Florianópolis, em Santa Catarina. A cidade paranaense melhor posicionada foi Curitiba, em 6º lugar.

Quando o assunto é Mercado Imobiliário, Araucária figura na 37ª posição entre os 100 melhores posicionados no ranking. A liderança nacional coube a São Paulo capital. Entre as cidades paranaenses que constaram no top 100 e melhores posicionadas do que a nossa estão Curitiba (3º), Londrina (25º) e Cascavel (33º).

No segmento Educação também figuramos no top 100. Araucária aparece na 40ª posição, atrás de outras duas cidades paranaenses: Ponta Grossa (19ª), Curitiba (26ª) e Londrina (30ª). A primeira colocada nacional é São Paulo capital.

Já no segmento Agropecuária, a primeira colocada é Juazeiro, na Bahia. Araucária figura no top 100, ocupando a 46ª posição. As cidades paranaenses mais bem posicionadas são Paranaguá (4ª), Colombo (20ª), Campo Largo (29ª), Ponta Grossa (30ª), Toledo (32ª), Londrina (34ª) e Almirante Tamandaré (44ª). Embora Araucária figure na lista das 100 melhores cidades para fazer negócios agropecuários, nosso IQM é de apenas 2,877, numa escala que vai até 10. Está certo que a nota da primeira colocada também não é lá essas coisas (3,936). Assim, não é possível pensar neste ranking como motivo de orgulho e sim daquilo que se precisa melhorar.

Texto: Waldiclei Barboza

Publicado na edição 1247 – 04/02/2021

Compartilhe esta notícia:


Aproveite, cadastre seu email para receber novidades!

, , , ,