Poluição visual e nada mais!

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Dia desses, andando por ruas do bairro Capela Velha, vi uma faixa dependurada num muro. Nela estava escrito “vereador tal agradece o prefeito Olizandro pela urbanização da nossa região”. Andei mais um pouco e vi outra faixa com os mesmo dizeres. Mais um trecho percorrido e outra faixa. Se não perdi as contas, eram onze iguaizinhas. Vindo embora, já no bairro Fazenda Velha, vi outra dessas faixas. Agora, porém, o edil era outro. A babação, no entanto, a mesma: “vereador tal agradece o prefeito Olizandro pela revitalização do nosso bairro”.

Ao ler aquilo fiquei a me perguntar: esses vereadores querem enganar a quem? Que cidadão otário eles acham que enganam com aquilo? Que atestado de incompetência é esse que eles se autoconcedem. Sim, porque representante do Legislativo que agradece ao titular do Poder Executivo por algo feito deveria ter o mandato cassado, pois – de certa forma – isso significa assumir que não possui a independência necessária para exercer a sua missão constitucional, ou seja: fiscalizar as ações do prefeito, isso na esfera municipal. Ao contrário do que políticos que mandam fazer faixas como essas pensam, essas mensagens não repercutem bem, nem junto ao eleitor do século XXI, e muito menos com o “agraciado” com a homenagem, no caso local, o prefeito.

Ora, o cidadão do século XXI é muito mais antenado com aquilo que acontece ao seu redor do que era, sei lá, há vinte anos. Hoje, todos sabemosque essas obras não são atos de benevolência e sim obrigação dos gestores públicos. Todos sabem que os recursos que custeiam esses programas vêm justamente dos árduos impostos que todo trabalhador deste país paga diariamente, seja ao pegar um ônibus, abastecer o carro ou mesmo comprar uma bala. Tudo é taxado e essas taxas enchem de dinheiro os cofres dos governos municipal, estadual e federal. Aos homens públicos incumbidos de administrar essas receitas cabe apenas aplicar tais valores, sendo que eles são muito bem remunerados para isso. Então, por favor, prezados edis, não pratiquem poluição visual colocando essas faixas por aí, os senhores estão passando é vergonha.

Do mesmo modo, se o objetivo das faixas é pura e simplesmente fazer um gracejo no gestor, fica a dica: o homenageado sabe que o agradecimento constante ali não é sincero, sabe que ele terá um custo e, em se tratando de política, isso quer dizer mais pedidos: um cargo aqui, estrutura ali, favor acolá e assim por diante. Isso, obviamente, se o autor da homenagem não chegar ao cúmulo de mandar a conta das faixas para ele pagar.

Por enquanto era isso, pessoal! Até semana que vem. Excelentes dias a todos! Comentários são bem vindos em www.opopularpr.com.br