Compartilhe esta notícia

Projeto social do Jatobá  F. C. recebe recursos do FIA
Os garotos do projeto terão mais incentivos para treinar

Em novembro do ano passado a Prefeitura de Arau­cária assinou o termo de convênio que autorizou a liberação de aproximadamente R$100 mil em recursos do Fundo da Infância e Adolescência Municipal (FIA) para auxiliar no desenvolvimento de quatro projetos sociais existentes no município. Entre as três entidades que dividiram a verba está a Associação Veteranos Jatobá Futebol Clube, com seu projeto social De Olho no Futuro.


O investimento vai beneficiar cerca de 100 participantes do projeto, que funciona no período do contraturno escolar e incentiva a prática esportiva. “Muita gente não acreditava, mas conseguimos essa verba. Para nós é uma vitória, pois ajudará na compra de redes, cones, bebedouros, bolas, uniformes, medicamentos, materiais de limpeza, entre outros”, comemora o presidente da associação, Luiz Carlos Tavares.

Segundo ele, os recursos já foram depositados e a associação está fazendo orçamentos e discutindo qual a melhor maneira de aplicar a verba. “Esperamos que com esta iniciativa, possamos abrir caminhos para outros projetos, já que em Araucária existem muitos precisando de apoio”, comentou.

Tavares ressaltou que atualmente o projeto está atendendo cerca de 100 crianças a partir de 9 anos, no entanto, a associação já está cadastrando novos alunos, que integrarão as categorias Sub- 9, Sub-11, Sub-13, Sub-15 e Sub-17. “Estamos com dois professores voluntários, o Didio e o Fofão, além de outras pessoas que nos dão apoio. O projeto tem tudo para crescer”, disse Tavares.

Fiscalização

A Prefeitura confirmou que a verba foi liberada em dezembro e sua destinação é fiscalizada pelo Núcleo Administrativo Financeiro da Secretaria Municipal de Assistência Social, Comissão do FIA, Ministério Público e pelo Tribunal de Contas.

Disse ainda que o acompa­nhamento ocorre conforme o Sistema Integrado de Transferência vai sendo abastecido com dados sobre a utilização do recurso e por soli­citação de informações dos órgãos fiscais. A destinação deve estar de acordo com o projeto prévio apresentado para liberação da verba.

Um projeto que está dando certo!

O projeto social De Olho no Futuro nasceu no início dos anos 2000 com a finalidade de retirar das ruas do Jardim Jatobá e redondezas, as crianças e adolescentes que não tinham o que fazer no contraturno escolar. Com isso, surgiu a ideia de montar uma escolinha de futebol de campo num espaço vazio existente no bairro e que já era utilizado para a prática do futebol e para reunir amigos nos finais de semanas.

“Como a ideia deu certo, mais e mais crianças apareceram e a coisa toda cresceu e se tornou um grande projeto infanto-juvenil, somando hoje mais de 100 crianças inscritas. Como entidade não– governamental, somos registrados no Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e do Adolescentes– CMDCA desde 2014. Também temos apoio da Prefeitura, que nos diplomou com o título de utilidade pública desde 2014. Temos ainda o apoio de pequenas empresas e do comércio local”, disse Tavares.

Ele conta que com o crescimento do projeto foi necessário pensar em como conseguir materiais esportivos (bolas, chuteiras e uniformes) a preço de custo, para atender as crianças. “Como as bolas furavam muito e se perdiam nos campos por onde jogávamos, tivemos a ideia de recolher óleo usado e transformá-lo em bolas. Assim, ao mesmo tempo, evitamos que as famílias e o comércio joguem no lixo comum o óleo que não se usa mais, assim como ajudamos a limpar e melhorar o meio ambiente, além de conscientizar as crianças de hoje a serem bons adultos amanhã. Dessa forma, nunca mais faltou bola para os treinamentos e jogos, e ainda conseguimos a parceria do comércio e empresas locais”, finalizou Tavares.

Texto: Maurenn Bernardo / Foto: Everson Santos

Compartilhe esta notícia