Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Rodnay e Patriki, seu anjo da guarda. Foto: divulgação

 

A história triste do haitiano Rodnay, que está no Brasil há pouco mais de dois anos, ainda está longe de ter um final feliz. Ele e a esposa sonham em trazer os filhos para perto deles, mas não têm condições financeiras de arcar com o custo das passagens. Rodnay trabalha em uma empresa da cidade e tudo que recebe, paga o aluguel e demais despesas da casa. Nesse tempo em que está na empresa, ele guardou dinheiro e conseguiu trazer somente a esposa para o Brasil.

Patriki, um colega de trabalho, se sensibilizou com o drama do haitiano e já fez várias ações para ajudá-lo. A primeira foi reunir os amigos e fazer algumas rifas, depois divulgou a história de Roodi na imprensa e nas redes sociais, pedindo ajuda através de depósitos em contas bancárias. Mas tudo isso não foi suficiente e agora Patriki está fazendo uma vaquinha virtual para ajudar o colega. A vaquinha iniciou no dia 28 de setembro, com prazo até 27 de dezembro. O objetivo é arrecadar R$ 10.000,00, mas até agora só foram arrecadados R$ 485,00.

“O que me deixa muito comovido é a preocupação dele com a educação dos filhos. No Haiti o estudo é pago e, todo mês, sem falhar, ele envia 100 dólares para pagar o estudo dos filhos, isso gira em torno de 400 a 500 reais, levando em consideração a variação do dólar. A sua esposa está à procura de trabalho, não conseguindo cooperar nas despesas. Ou seja, claramente as condições e probabilidades dele trazer os filhos sem ajuda, é mínima. Por isso, não deixem de ajudar, qualquer quantia é muito bem-vinda”, argumentou Patriki.

Serviço

Quem quiser ajudar o Rodnay é só acessar https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-o-rodnay-a-trazer-seus-filhos-do-haiti?utm_campaign=whatsapp&utm_content=373646&utm_medium=website&utm_source=social-shares.

Também é possível ajudar o Rodnay fazendo depósito bancário na conta: Banco Itaú / Agência 3863 / C/C 12003-0 / Patriki Matzenbacher. A conta é exclusiva para as doações.

Publicado na edição 1135 – 18/10/18

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM