Som alto, desacato e delegacia

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Som alto, desacato e delegacia
O veículo e o aparelho de som estão apreendidos na 2ª Cia. da PM

Após várias ligações via 190 na madrugada de domingo, 02 de junho, informando perturbação do sossego por som de veículos que estavam na Rua Leonardo Piska, no bairro Costeira, onde estava acontecendo uma festa da equipe “Kanalhas” de som automotivo, a equipe da Polícia Militar se direcionou ao local para verificar a situação. Conforme informações registradas no Boletim de Ocorrência, uma equipe da PM já tinha se dirigido até o local e orientado o grupo a desligar o som, porém, perto das 04h houve nova solicitação. Chegando à residência, a equipe da PM constatou o som em altíssimo volume no veículo Pick-up Corsa, placas AGA-6335, que logo foi apreendida.

Ainda conforme informações da PM, o rapaz que se intitulou responsável pela festinha era também ‘proprietário’ dos veículos Corsa Wind, placas AMO-3727, e Palio, placas ANW-3829, que também estavam com o som alto em frente a casa. Os veículos foram apreendidos pela perturbação de sossego e, conforme informou PM, no momento em que a apreensão acontecia, seus responsáveis desacataram a equipe e ainda resistiram a ação policial, sendo necessário uso de força física moderada e uso de algemas para contê-los. Diante dos fatos, todos os envolvidos foram encaminhados a sede da 2ª Cia. para assinar Termo Circunstanciado, juntamente com os veículos, encaminhados para providências.

Solicitação
O Sargento Célio da Polícia Militar pede apoio e compreensão da população para os casos de perturbação: “A lei do silêncio não existe só para depois das 22h, existe para todo horário, dia e noite. Perturbar alguém é incomodar com seu barulho que extrapola, porque, por exemplo, as pessoas que trabalham no período da noite descansam durante o dia e merecem sossego nesses momentos”, explica. Diante disso, ele informa que a Polícia Militar continua agindo efetivamente contra esses casos: “O carro é apreendido, o proprietário assina um termo circunstanciado e a documentação do veículo é encaminhada para o fórum”. Vale o alerta.