Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Esmênia Ruiz, 39 anos, e a vendedora Wesllayne Karine Silva de Almeida, 24 anos, através da imobiliária Ruiz que fechou as portas há alguns meses, estão sendo acusadas de estelionato.

Elas foram presas no último dia 18 de setembro, com mandado de prisão preventiva. Após a suspeita de estelionato ter sido noticiada por este jornal, mais vítimas identificaram o possível golpe e registraram boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Araucária, que está investigando a situação após abertura de inquérito nas últimas semanas.

Segundo a DP, desde a quarta-feira da semana passada, mais 10 vítimas relataram ter sido vítimas de Esmênia e Wesllayne na imobiliária. Todas as vítimas mencionaram, de forma muito similar, como se deu a ação criminosa. “A maioria das vítimas que registraram B.O. também relataram ter ficado no prejuízo em cerca de R$ 10 a 15 mil. Alguns, depositaram menos, aproximadamente R$ 1 mil a R$ 1.500,00. Porém, todos apontam as mesmas pessoas e dizem ter passado pela mesma situação”, comentou o delegado, João Marcelo Renk.

Publicado na edição 1132 – 27/09/18

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM