Acusado de feminícidio é encontrado pela polícia na Lapa e confessa crime | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:
Foto: divulgação

 

José Airton Cardozo, conhecido como “Martelo” e dono de um bar em Contenda, acusado pela morte da ex-namorada Miriam Sidineia Olech, 50 anos, foi preso na tarde desta quarta-feira, 29 de maio, na região de Mato Queimado, município da Lapa.

Por volta das 9h de ontem, ele invadiu a casa da ex, na rua Nossa Senhora dos Remédios, bairro Fazenda Velha, e teria matado a vítima com 7 facadas, conforme apurado preliminarmente pela perícia.

Uma amiga de Miriam estava com ela no momento em que tudo aconteceu e relatou os fatos. “A Miriam estava se arrumando para sair, eu ia acompanhá-la à Delegacia de Polícia registrar Boletim de Ocorrência e pedir medida protetiva contra o José. Enquanto ela estava no quarto, eu havia trancado o portão, mas logo vi o ex dela pulando o muro. Ele entrou na casa, foi atrás dela, a puxou pelos cabelos e começou a agredi-la. Ele ainda dizia: ‘você vai ter o que merece’. Foi quando me desesperei e sai chamar socorro. Quando voltamos, ela já estava morta e ele passou por mim sujo de sangue, dizendo: ‘eu matei ela, vai lá ver’. Em seguida ele fugiu, desapareceu. Foi tudo muito rápido, durou menos de 5 minutos”, contou.

A Polícia Militar foi acionada e na casa localizou uma faca dentro da pia de lavar louça com vestígios de sangue da vítima, que estava caída no chão ao lado de uma poça de sangue.

Conforme o que a amiga contou, José e Miriam namoraram por cerca de 2 anos, mas o indivíduo não aceitava o fim do relacionamento. Miriam estava namorando outra pessoa, o que causava ainda mais ciúmes em José.

Na segunda-feira, Miriam teria encontrado-se com o ex-namorado para resolver uma situação referente a uma empresa. Mas ele teria obrigado-a a entrar no carro e a levou para um motel, onde também teria a forçado a ter relação sexual. “Ela me disse que ele filmou tudo e a ameaçou, dizendo que mostraria o vídeo para o atual namorado dela”, comentou a amiga.

Logo após o crime, a faca foi apreendida e o local isolado pela PM até a chegada do Instituto Médico Legal (IML) e a Criminalística. Em seguida a foto do suspeito passou a ser divulgada e, por volta das 16h desta quarta-feira, ele foi encontrado pela PM da Lapa, escondido em uma chácara. José Airton recebeu voz de prisão e confessou o crime.

O corpo de Miriam será velado e enterrado em Contenda, conforme relatou a amiga da vítima.

Publicado na edição 1165 – 30/05/2019

Compartilhe esta notícia:


Aproveite, cadastre seu email para receber novidades!

, , , , , , ,