Zilton já pedalou de Araucária até Maringá por quatro vezes . Foto: divulgação

Aventura, adrenalina e coragem são palavras de ordem para o araucarienze Zilton Lubene, 60 anos. Há exatos quatro anos ele monta na sua bicicleta e percorre sozinho uma distância de mais de 400 quilômetros, que é o percurso entre as cidades de Araucária e Maringá. Essa aventura ele costuma viver todo início de ano, quando está de férias e pedala para rever a família, no interior do Paraná.

Dessa vez Zilton partiu em viagem às 4h20 da madrugada de sábado, 15 de janeiro. Pernoitou na cidade de Imbaú, perto de Londrina, e depois seguiu no pedal. Na segunda noite parou para pernoitar na cidade de Califórnia e no domingo, 16, pegou a estrada bem cedinho e chegou ao seu destino às 11h. “É sempre uma aventura, a gente nunca sabe o que vai encontrar pela frente. Além do trânsito perigoso da rodovia, pois vou pedalando pelo acostamento, muito perto dos carros e caminhões, dessa vez enfrentei muita chuva e vento, isso dificultou bastante o meu pedal. Mas graças a Deus, deu tudo certo”, comentou.

O araucariense é um ciclista dedicado, todos os domingos sai para pedalar, só que em trajetos mais curtos. “O pedal longão, como dizem, eu deixo para as minhas férias. Afinal, não podemos ficar parados, pedalar é saúde, é vida”, ressaltou.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1295 – 20/01/2022

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe