Colide moto e é arremessado para morte | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:

Willian perdeu o capacete na queda, bateu a cabeça e não resistiu
Willian perdeu o capacete na queda, bateu a cabeça e não resistiu

Um trágico acidente tirou a vida do jovem Willian Morato, 16 anos, na tarde de terça-feira, 8 de setembro, por volta de 16 horas. Ele coli­diu sua motocicleta Honda CG Titan com um Celta, na avenida Archelau de Almeida Torres, cruzamento com a rua Xingu, no jardim Iguaçu. Com o impacto, o jovem foi arremessado, o capacete acabou caindo e ele bateu a cabeça contra o asfalto. Willian chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo dentro da ambulância dos bombeiros, antes mesmo de chegar na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Segundo testemunhas, a mãe do rapaz trabalha na UPA e por pouco não recebeu o corpo do próprio filho. Mesmo assim, ao saber da notícia por colegas de trabalho, entrou em desespero.

O motorista do Celta teve feri­mentos leves e foi encami­nhado ao Hospital do Trabalhador.
20150909120326 (1)
Duas tragédias

Willian era o melhor amigo do jovem Lucas Eduardo Gonçalves de Lima, que foi assassinado no dia 26 de outubro de 2013, na avenida Nossa Senhora dos Remédios, bairro Boqueirão. Neste dia, os dois andavam de skate quando o assassino, Silvio José Barbosa, chegou em um Vectra, parou perto deles, e iniciou uma discussão. Depois sacou um revólver e atirou contra Lucas.

De acordo com testemunhas, Lucas teria sido morto por engano. Isso porque um dos seus colegas teria dito na ocasião que um outro amigo dos dois, de apenas 14 anos, estava de namoro com a filha de 12 anos de Silvio, e este não aprovava o namoro. Este amigo seria Willian, que além de ter ficado inconformado com a morte do amigo, teria dito na ocasião que era ele quem deveria ter morrido.

FOTO: MARCO CHARNESKI

Compartilhe esta notícia:


Aproveite, cadastre seu email para receber novidades!

, ,