Foto: divulgação

Neste domingo, 13 de dezembro, a Polícia Militar recebeu a informação de que havia uma camionete Amarok prata com alerta de roubo de sábado, dia 12, rodando pela região de Araucária. Uma equipe iniciou um patrulhamento pelo bairro Iguaçu, viu o referido veículo transitando pela rua Capivari e iniciou um acompanhamento. A PM tentou uma abordagem por sinais luminosos e sonoros por várias vezes, mas a camionete estava em alta velocidade, inclusive colocando em risco a segurança de pedestres que estavam na via. Para conseguir parar o veículo, a PM fez um disparo de arma de fogo. O motorista e o passageiro acabaram desembarcando, e ambos se jogaram ao chão. Na abordagem, nada de ilícito foi localizado com a dupla. Mas ao averiguar o veículo, foi confirmado pelo número de identificação da placa e do chassi, que se tratava realmente da camionete com alerta de roubo.Os dois receberam voz de prisão. No bolso da roupa de um deles os policiais também encontraram um cartão de banco pertencente a uma das vítimas do roubo.

Os dois foram levados para a Delegacia de Polícia, onde as vítimas compareceram e identificaram os dois como sendo os autores do roubo. Os dois deverão responder por roubo agravado, sequestro e cárcere privado. Isso porque conforme relatado pelas vítimas, além do roubo do veículo, os dois ladrões os mantiveram reféns por determinado tempo, inclusive usaram o cartão bancário para fazer compras (cerca de 750 reais) e roubaram outros objetos de sua residência. As vítimas relataram ainda que só foram libertadas neste domingo, por volta das 4h, e foram deixadas amarradas próximo ao “Beco do Maranhão”, no bairro costeira.

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe