Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

A China já foi invadida inúmeras vezes, por japoneses, mongóis, ingleses, coreanos e até portugueses, e sua população de 1,4 bilhão de habitantes ensinam lições que nos faz pensar que chinês prefere mais produzir a desperdiçar vidas, prefere viver com razão a morrer pela pátria, que quem controla o ego vive mais ou porque seguem ao pé da letra o ditado:- “vão-se os anéis, mas ficam os dedos”,

Um país e dois sistemas é o lema, uma parte é comunista e outra é capitalista, e por este motivo seu antigo presidente Deng Xiaoping, repetia: não importa a cor do gato, se é preto ou se é branco, importa é que cace o rato, traduzindo aos economistas tupinambás (que adoram um jabá), não interessa se é comunista ou capitalista, importa é que produza, e pelo andar da carruagem ele estava certo.

A China recebeu de volta as capitalistas Hong Kong e Macau, no ano 2000, que estiveram por séculos em poder de Britânicos e Portugueses, e não ficou discutindo mudanças de regime e outros blá, blá, blás, invés disto construiu uma cidade espelho ao lado delas, de nome Shinzen, que tem hoje 20 milhões de habitantes e é a cidade mais moderna e tecnológica atualmente neste mundo, sede das capitalistas empresas Huawei e Xiaomi, que tiram o sono dos americanos e de torcedor americano com camisa da nike morador destas bandas.

O chinês é um povo milenar e muito prático e como no oriente não há conceito de Deus ou religião o povo de lá não discute ego religioso e procura se aprimorar na base do autoconhecimento, além de ser um país aonde toda cidade grande se desenvolveu naturalmente as margens de um grande rio, quando só rio era o caminho, e com isso tem comercio por agua, terra e ar como em nenhum outro lugar neste mundo, e isto continuamente ao longo da sua milenar história, só isto já deve ajudar a explicar sua pujante economia e não outros blá, blá, blás.

Texto: EDILSON BUENO

Publicado na edição 1280 – 30/09/2021

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Reminiscências políticas

O ex-vereador Paulo Sabag no longínquo ano de 1999, usando a tribuna empolgou os aliados

Presente de Natal

É Natal, tempo de luz, tempo de alegria, tempo de presentes para todos, pois no

Araucária das flores

Araucária é nacionalmente reconhecida pelo polo industrial instalado em sua área metropolitana, desde 1973, com