1. O que é Colesterol?
    O Colesterol é uma gordura (Lípide) que está presente no corpo das pessoas e faz parte de várias estruturas como membranas celulares, ácidos biliares, e participam na formação e ativação de alguns hormônios e enzimas. Não existe pessoas com colesterol zero. Os níveis normais de colesterol são:
  • Colesterol Total: até 200 MG/DL
  • LDL-Colesterol: até 130 MG/DL
  • HDL-Colesterol: Acima de 40 MG/DL.
    Estes níveis se referem a populações gerais. Existem populações especificas (Ex: cardiopatas e Diabéticos) cujos níveis são diferentes.
  1. Os Triglicerídeos
    são a mesma coisa?
    O triglicerídeo também é uma gordura (Lípide) porém não é a mesma coisa que colesterol. Os triglicerídeos são formados a partir de ácidos graxos + glicerol e constituem uma das formas de armazenamento e energético mais importantes no organismo quando em níveis normais. O valor normal dos triglicerídeos é até de 150 MG/DL.
  2. É verdade que tem um
    Colesterol “Bom”?
    O Colesterol bom se chama HDL-Colesterol. Estas partículas são formadas no fígado, intestino e na circulação. O HDL Colesterol é responsável pelo transporte do colesterol ruim ( o LDL Colesterol) até o fígado, o chamado “ Transporte Reverso” ( Tira o Colesterol ruim dos tecidos periféricos e leva até o fígado onde é metabolizado). Ele também protege o leito vascular contra a aterogênese, remove as gorduras oxidadas do LDL-Colesterol e estimula a liberação de óxido nítrico que protege e dilata as artérias.
  3. Quais são os sintomas?
    Existem 3 possibilidades:
    A maioria das pessoas não sente nada , só vão descobrir ao realizar exames de sangue.
    Algumas pessoas podem sentir cansaço e fadiga e podem apresentar alguns sinais tais como:
  • Xantomas tuberosos tendíneos ( nódulos perto dos tendões principalmente dos pés).
  • Xantelasma ( depósito de placas de gordura perto das pálpebras).
  • Arco lipídico na córnea.
    Sintomas da consequência do colesterol alto como:
  • Infarto do miocárdio.
  • Estenose (estreitamento) das carótidas
  • Estenose das artérias de varias partes do corpo – a aterosclerose.
  • Pancreatite (em pacientes com triglicerídeos muito alto)
    Qual o tratamento?
    O tratamento envolve terapia nutricional, atividade física, cessação do tabagismo e tratamento com medicamento. A maioria das vezes o aumento do colesterol é tratado com uma classe de medicamentos conhecidas como “estatinas” que funcionam diminuindo a síntese (“ fabricação”) intracelular do colesterol. Existem outras classes de medicamentos que também podem ser utilizadas como a ezetimiba (que inibe a absorção do colesterol do intestino) a fibratos (que aumenta a função de uma enzima que ajuda a diminuir o triglicerídeos e aumenta o HDL-Colesterol) porém são de uso mais limitados. Estes medicamentos são geralmente seguros mas é aconselhável a monitorização da função hepática e de enzimas dos músculos. Outros medicamentos são: ácido nicotínico, ômega 3 e colestiramina.
    Tem cura?
    Dependendo muito do esforço do paciente. Tem pacientes que só mudando de estilo de vida e praticando atividades física mantêm os níveis normais. Outros precisam usar medicamentos por um certo tempo e outros por tempo indeterminado. O mais importante é manter os níveis normais.
    A dieta é para sempre?
    A mudança do estilo de vida com a prática de exercícios, dieta pobre em gorduras saturadas, doces e carbohidratos não é só importante para o colesterol mas é importante para uma vida mais saudável em todos os aspectos.
    Todo o paciente tem que tomar remédio?
    Não, nem todos. Alguns casos mais graves como pessoas já com doença
    (Infartados, com “entupimento” das carótidas e outras artérias e diabéticos ) se beneficiam muito do uso das “ estatinas por tempo indeterminado”.
    E se não fizer
    o tratamento?
    O risco de desenvolver a doença aterosclerótica , infarto e morte sobe consideravelmente.
    Exemplo: – Homem 50 anos com colesterol total de 288 MG/DL, HDL- Colesterol de 34 MG/DL tem risco de infarto em 10 anos de 16%.
  • Homem 50 anos com colesterol total de 190 MG/DL e HDL- Colesterol de 55 MG/DL tem risco de infarto em 10 anos de 5% ( ou seja 3 vezes menos).

Visite nosso site: www.clinicaima.com.br

Texto: Dr. Gunther Langendyk

Publicado na edição 1264 – 02/06/2021

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe