Prefeitura e defensores dos animais preparam ações de sensibilização contra maus tratos

O abandono de cães foi um dos assuntos debatidos pela Prefeitura, Ongs e protetores independentes
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

O abandono de cães foi um dos assuntos debatidos pela Prefeitura, Ongs e protetores independentes
O abandono de cães foi um dos assuntos debatidos pela Prefeitura, Ongs e protetores independentes

Uma reunião entre representantes da Prefeitura de Araucária e Ongs e protetores independentes marcou o início a uma ação para sensibilizar a população da cidade contra maus-tratos, entre eles o abandono. A reunião foi coordenada pelas Secretarias Municipais de Comunicação e de Meio Ambiente. Na ocasião foi apresentada a campanha “Quem abandona bicho bom sujeito não é” para destacar a importância da guarda responsável. O papel das ONGs e dos protetores independentes é fundamental para que as informações cheguem a um público muito maior. Outros encontros ocorrerão para definir detalhes.

Os representantes das Ongs de proteção dos animais e defensores independentes puderam apresentar suas visões sobre o tema e também ouvir da Prefeitura as ações que são realizadas na área. Voluntária há alguns anos da Ong “Bicho Não é Lixo”, Franciele Busquette conta que decidiu faltar ao serviço em Curitiba para poder acompanhar as discussões de hoje. “Maus-tratos é um assunto que me tira do sério”, re­velou a moradora do Tupy. Para ela, é a partir do abandono que ocorrem outras formas de maus-tratos e a proposta da campanha é bem positiva. “Tem que espalhar pela cidade para dar um ‘choque’. Acho bem positiva essa mobilização da Prefeitura”, revelou ela que tem guarda de 4 cães em casa e 4 que estão na rua por causa de abandono.

Como servidora da Prefeitura que acompanha a questão há alguns anos, a veterinária Marina Valentini Gayer também fez questão de participar do encontro e defender a importância da guarda responsável. Marina lembra que além da fiscalização, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) realiza um importante trabalho de sensibilização sobre a guarda responsável. Neste ano, professores do 3º e 4º anos da rede municipal participaram de uma capacitação sobre o tema oferecido pela SMMA para que possam abordá-lo com os alunos. “É algo que precisa ser abordado várias vezes”, ressaltou citando, em seguida, que 80% dos cães que estão nas ruas estão lá porque têm livre acesso, ou seja, alguém permite que eles estejam na rua.

Denúncia – Abandono, espancamento, negar água e comida são alguns exemplos de maus-tratos a animais. E isso é crime e deve ser denunciado para a Secretaria de Meio Ambiente (SMMA) pelo telefone 3614-7480, assim como pelo e-mail smma@araucaria.pr.gov.br ou para a Guarda Ambiental pelo telefone 153. O sigilo de quem denuncia é garantido. Do início do ano até agora, foram pelo menos 215 denúncias de maus-tratos recebidas apenas pela Secretaria de Meio Ambiente.

A lei nº 9.605/1998, no artigo 32, destaca que “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos” é passível de detenção de três meses a um ano e multa. A pena é aumentada de um sexto a um terço se ocorre a morte do animal.

FOTO: Carlos Poly/SMCS