Apenas seis tiveram seus nomes indeferidos ou desistiram antes mesmo de começar a campanha

Dos 99 candidatos inscritos para disputar uma das cinco vagas de conselheiro tutelar de Araucária, 93 tiveram suas inscrições confirmadas e entre os outros seis, alguns tiveram algum problema na documentação ou simplesmente desistiram no meio do caminho. A eleição será no próximo dia 21 de abril, no Salão Paroquial da Igreja Matriz, no horário das 8 às 17 horas.

De acordo com informações do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, os candidatos participaram recentemente de uma reunião onde foram definidas algumas regras para as campanhas. “Apesar de ser um processo eletivo como qualquer outro, a campanha tem algumas regras que precisam ser seguidas, e duas delas são o limite de gastos, que é de 4 salários mínimos (R$ 1.400,00) e a proibição de propagandas em espaços públicos”, explicou a presidente do CMDCA, Elisiane Berno.

Além do Ministério Público, o processo eleitoral também é fiscalizado por uma comissão eleitoral, formada pelos seguintes membros: Elisiane Berno (representante da Secretaria de Promoção Social), Maria Aparecida Karas e Cássia Ferreira (representantes do CMDCA), Alexandre Cordeiro Leal e Hilda Lucaski (representantes da sociedade civil).

Segundo Elisiane, por enquanto o processo está transcorrendo dentro da normalidade, com apenas algumas denúncias não confirmadas de propagandas em locais proibidos e distribuição de donativos. “Se tudo correr bem, os candidatos só terão que prestar contas se forem vítimas de alguma denúncia, que será posteriormente investigada pelo MP”, pontuou.

Quem vota
A expectativa da comissão eleitoral é de que o pleito para a escolha dos novos membros do Conselho Tutelar reúna cerca de 12 mil votantes. “O Voto não é obrigatório, mas esta é uma eleição em que a população costuma participar, pois os conselheiros exercem uma função muito importante no município”, frisou Elisiane.

Poderão votar todas os cidadãos com mais de 16 anos, basta apresentar o título de eleitor, acompanhado da RG ou um documento equivalente, com foto. Cada pessoa poderá optar por até cinco candidatos e serão vencedores os cinco mais votados. “Outra expectativa da comissão é de que o resultado seja conhecido no mesmo dia da eleição”, acrescentou a presidente do CMDCA.

Os eleitos assumirão os cargos no dia 1º de julho, para um mandato de três anos, mas antes disso, passarão por um treinamento que vai orientá-los sobre a nova função. O salário de um conselheiro é de R$ 2 mil mensais.

VEJA TAMBÉM

Caminho certo

É fato que a língua do povo sempre foi afiada e impiedosa. Os juízes da vida dos outros de plantão se adiantam em ser investigadores,

Compartilhe