Desde o início de 2006 a Prefeitura de Araucária, através da Secretaria de Meio Ambiente, desenvolve o Programa de Despoluição Ambiental (PDA), que consiste em fiscalizar e orientar a população sobre a importância de regularizar o esgoto das residências.

Apenas 25% das casas de Araucária têm rede de esgoto e no começo dos trabalhos do PDA foi alcançado o número de 13% de regularização. Hoje, depois de muita orientação, a rede de esgoto regularizada chega na casa dos 24%. “Com o esgoto irregular pode haver contaminação e até uma epidemia”, conforme explica Lélis Terenelo de Lara, coordenador da Fiscalização da Prefeitura.

“O trabalho que desenvolvemos é demorado, pois às vezes precisamos visitar cinco vezes a mesma residência. Pedimos a colaboração das pessoas para que atentem à rede de esgoto de sua casa. É obrigação do proprietário regularizar a rede. A Sanepar faz a instalação do esgoto até o portão da casa, a partir daí é responsabilidade do morador”, destaca.

A Prefeitura já solicitou à Sanepar que seja feita a rede de esgoto em no mínimo 80% da cidade. “Não podemos interferir nessa instalação, o único órgão que pode fazer isso é a Sanepar, a única medida que poderíamos tomar foi fazer essa solicitação”, explica Lélis.

Para o coordenador, o maior problema encontrado na fiscalização é que o morador muitas vezes mistura a caixa de gordura com a fossa séptica e a fossa absorvente, que devem ser instaladas separadamente. Por isso, a Prefeitura pede a colaboração da população. Mais informações pelo telefone 3901-5032.

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe