A deputada recebeu a equipe de O Popular, em seu gabinete na Assembléia Legislativa do Paraná, na semana passada

As sessões plenárias na Assembléia Legislativa do Paraná (Alep) só começam nesta semana. Porém, para a deputada estadual Rosane Ferreira (PV) o expediente já começou faz algum tempo. Desde que tomou posse, em 1º de fevereiro, Rosane passa boa parte de seu dia na Assembléia. Chega cedo e sai só no final da tarde. Na semana passada, ela recebeu a equipe de O Popular em seu gabinete, o 103, na Assembléia.

Em quase duas horas de conversa, Rosane contou que neste início de mandato, ela se concentrou na formação de seu grupo de trabalho. “Fechamos nossa equipe de trabalho nos últimos dias. Ela tem dois engenheiros agrônomos, um engenheiro florestal, um advogado, um relações públicas, um publicitário e dois jornalistas”, anuncia. Esta equipe vai auxiliar o trabalho político e técnico de Rosane, tanto na sua base eleitoral, no caso Araucária, quanto na Assembléia. “Formei uma equipe muito boa e nenhum deles tem parentesco comigo. Sou contra o nepotismo”, enfatiza.

Sobre sua posição no cenário político estadual, ela se diz uma deputada neutra. Não pertence à base do Governo do Estado, mas também não é de oposição. “Quando as proposições do governo estadual forem boas para os arau­ca­ri­enses e paranaenses eu votarei e favor, caso contrário, votarei contra”, afirma. Embora os moradores de Araucária esperem que a deputada consiga viabilizar recursos para a cidade ainda este ano, Rosane já adianta que isto não é muito provável.

“É preciso que as pessoas saibam que o Orçamento do Estado para este ano já foi definido e votado no ano passado. Mesmo assim, ficarei atenta e lutarei para que possíveis emendas destinando recursos para nossa região saiam do papel”, promete. Entretanto, Rosane lembra que a essência do trabalho do deputado estadual é fiscalizar as ações do Poder Executivo Estadual. “Fiscalizarei para que os recursos dos contribuintes paranaenses sejam usados respeitando os princípios da legalidade, legimitidade e economicidade”, avisa.

Prefeitura de Araucária
Rosane também falou sobre sua pretensão maior: ser prefeita de Araucária. “Será um briga difícil, já que vamos enfrentar a máquina, mas acredito que temos grandes chan­ces”, disse, acrescentando que ela quer ser prefeita porque acredita que é possível administrar Araucária de uma forma mais transparente, proporcionando condições para que todas as pessoas tenham a oportunidade de crescer sem depender de acertos. A deputada afirmou ainda que se vencer a disputa pela Prefeitura de Araucária em 2008, abandona a disputa por cargos políticos depois do seu mandato como prefeita, ou seja, em 2012.

VEJA TAMBÉM

Caminho certo

É fato que a língua do povo sempre foi afiada e impiedosa. Os juízes da vida dos outros de plantão se adiantam em ser investigadores,

Compartilhe