No clima de confraternização que envolve as festas de fim-de-ano, em meio aos encontros e desencontros com familiares e pessoas de nosso círculo de relacionamento, é indispensável reservarmos um tempo para refletirmos sobre o ano que passou e as escolhas e posturas que adotaremos no ano que se iniciará em breve. Tal reflexão deve ser feita sempre com o devido cuidado, para não afastar-nos da realidade e nos tornar ainda menos capazes de dirigir nossa vida. O passado já trouxe seus ensinamentos e não voltará jamais. O futuro está sempre por vir e apenas parte das escolhas que fazemos no presente é que tem maior poder de influir em nosso futuro. Avaliar as escolhas passadas, sem remorso porque foram feitas com o conhecimento e as condições que tínhamos à época, nos dá condições de melhorar as decisões do presente. Devemos viver o momento atual plenamente, evitando antecipar o que ocorrerá no futuro e que depende de condições que só se darão a seu tempo, apenas lembrando que decisões tomadas hoje influirão em como o futuro nos encontrará.

Creio que a participação na política é um bom exemplo da importância de nossas escolhas e que, mesmo não sendo nós os candidatos, ela tem enorme influência futura. Em Araucária, embora não atingisse sequer maioria simples dos votantes, o atual prefeito recebeu o maior número de votos dos candidatos que se submeteram a apreciação dos eleitores e, portanto, foi proclamado vencedor do pleito eleitoral. As condições da época da eleição é que levaram os eleitores a sufragar em maior número aquele que foi eleito e não serão eventuais arrependimentos que mudarão o resultado. A avaliação das atitudes do eleito e das pessoas que escolheu para auxiliá-lo a governar é que nos darão as ferramentas certas para uma nova escolha, que ocorrerá no futuro próximo ou em 2016. O inconformismo com o resultado das urnas ou a ânsia de antecipar a escolha que se dará a seu tempo, nem antes nem depois, não ajudam muito. Realmente útil é a busca de condições para para que todos façamos escolhas cada vez mais conscientes do que realmente é bom para a comunidade. Um ótimo Ano Novo aos leitores de O POPULAR DO PARANÁ e desta coluna, que por sinal completa um ano de veiculação.

Júlio Telesca Barbosa
Engenheiro Agrônomo

 

VEJA TAMBÉM

Compartilhe