Araucária adere ao protesto do transporte coletivo

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Araucária adere ao protesto do transporte coletivo
Durante uma hora nenhum ônibus saiu do terminal e passageiros tiveram que ficar aguardando

Na manhã de quarta-feira, dia 29, o Terminal Rodoviário de Araucária ficou parado no horário entre 9 e 10 horas. Nenhum ônibus circulou e os passageiros tiveram que aguardar até a retomada do serviço. A paralisação foi a maneira que os motoristas e cobradores encontraram para pedir mais segurança.

O protesto aconteceu em todas as cidades da região metropolitana e em Curitiba foi motivado pela morte, durante uma tentativa de assalto, do cobrador Osmair Caldeira da Silva, de 31 anos, dentro de um ônibus na Estrada da Ribeira, em Colombo, na noite do último domingo, dia 26.

De acordo com o sindicato que representa a categoria, o Sindimoc, o objetivo foi protestar e demonstrar a revolta dos motoristas e cobradores pela falta de segurança que levou mais uma vez um trabalhador e pai de família à morte.
A escolha do horário da manifestação (das 9h às 10h), segundo o Sindimoc, foi para não prejudicar a grande maioria dos trabalhadores que usam o transporte coletivo.