Araucária amanhece limpa no dia da eleição

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Araucária amanhece limpa no dia da eleição
Na frente dos colégios eleitorais e nas principais ruas da cidade, o cenário era bem diferente daquele registrado nas eleições passadas

Araucária amanheceu limpa ontem, dia 7, sem santinhos de candidatos nas ruas e nas calçadas. Ao contrário das eleições passadas, quando os candidatos emporcalharam as ruas da cidade, este ano o que se viu foi um cenário de limpeza e de respeito.

Isso comprova que o Termo de Ajustamento e Conduta (TAC) assinado entre o juiz eleitoral de Araucária, Carlos Ritzmann, a promotora Leidi Mara Santana, e representantes de 10 coligações que disputaram as eleições de Araucária, em julho deste ano, deu resultado. O termo de ajuste de conduta trouxe uma série de proibições na campanha eleitoral e quem não as obedeceu recebeu multa, entre outras sanções eleitorais.

Um dos pontos do TAC era que os candidatos entregassem para a Justiça Eleitoral todo o material de campanha (santinhos, cartazes, jornais) que não foram utilizados até às 20 horas de sábado, dia 6, véspera do pleito.

O juiz eleitoral Carlos Ritzmann, comentou que a contribuição dos partidos foi fundamental e todos cumpriram o que foi acordado. “Analisando a história da cidade em eleições passadas, podemos dizer que mudou da água para o vinho. Mesmo os pontos isolados que foram flagrados em desrespeito a este termo de compromisso, foram notificados e os fiscais de partidos cumpriram imediatamente com as determinações”, disse o Juiz.

O magistrado lembrou ainda que a Justiça Eleitoral conseguiu mostrar que, a partir de ações como o TAC, é possível fazer uma eleição diferente, que possa terminar com uma cidade limpa e sem maiores transtornos.

Araucária amanhece limpa no dia da eleição Araucária amanhece limpa no dia da eleição

Uma ajudinha na limpeza
Mesmo com a pouca quantidade de santinhos de candidatos espalhados pelas ruas, uma ação encabeçada pelo segmento do movimento nacional “Dia do Basta” em Araucária, chamou a atenção do povo.

Convocados através do Facebook, um grupo de pessoas, sem vínculo partidário, arregaçou as mangas e saiu às ruas para recolher o lixo dos candidatos que insistiram em infringir as determinações da Justiça Eleitoral.

O grupo, apelidado de “Esquadrão da Limpeza”, percorreu os principais locais de votação, avenidas e ruas da cidade durante todo o dia. “Foi um ato simbólico e, apesar da pouca adesão por ser uma ideia nova, a população aprovou. Acreditamos que a cada panfleto ou santinho recolhido, foi um voto sem consciência a menos e um ponto para a democracia”, comentou Felipe Pacheco dos Santos, integrante do movimento.

Ainda de acordo com ele, todo o material que foi recolhido pelo esquadrão da limpeza será entregue no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). “Vamos separar o material por coligação e entregar para a Justiça Eleitoral, inclusive alguns santinhos que recolhemos de candidatos de Curitiba, que tiveram a capacidade de vir até aqui sujar nossa cidade”, disse Felipe.