Araucária PR, , 21°C

Assalto com reféns chama a atenção

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Assalto com reféns chama a atenção
Depois das 11h, o trio que era foragido da Colônia Penal Agricola, acabou se entregando à polícia e foram encaminhados para a delegacia de AraucáriaAssalto com reféns chama a atenção
Primeira vítima foi liberada depois de quase uma hora de negociaçãoAssalto com reféns chama a atenção
Policiais ficaram posicionados em locais estratégicos na cena do crimeAssalto com reféns chama a atenção
COE e BOPE, batalhões especiais da PM conduziram as negociaçõesAssalto com reféns chama a atenção
Na Delegacia, o trio decidiu se manter calado sobre o assunto

Amontoou muita gente, mobilizou a atenção das equipes policiais da cidade e foi foco da imprensa do ramo, mas, por sorte e perícia das autoridades, o assalto com dois reféns que aconteceu na manhã de quarta-feira, 15 de maio, bem na esquina da Prefeitura, acabou sem nenhum ferido. Os três assaltantes: Douglas Ricardo da Costa, 33 anos, Willian batista Oliveira, o “Gordinho Paraíba”, 28 anos, e João Esteves Campo, 36 anos, todos foragidos da Colônia Penal Agrícola (CPAI), foram presos em flagrante por roubo, porte ilegal de armas e cárcere privado. Eles estão detidos na Delegacia de Araucária aguardando encaminhamentos da justiça.

O assalto
Perto das 8h da manhã um cidadão ligou para a Polícia Militar informando que três elementos armados teriam rendido uma senhora, provavelmente, para a prática de roubo na Rua Fernando Suckow, bem próximo a sede a Prefeitura Municipal de Araucária. Rapidamente a equipe policial se direcionou até o local, juntamente com às demais viaturas de apoio, e, chegando lá, descobriram que três ladrões invadiram a residência e estavam com um homem, identificado apenas Edson, e uma mulher como reféns.

Com a quadra isolada pela Guarda Municipal e agentes de trânsito, a negociação começou com os policiais do 17º Batalhão da 2ª Cia. O trio fez algumas exigências: a presença da imprensa e de um advogado. Os pedidos foram atendidos e, em menos de uma hora, a mulher refém foi liberada e o trio entregou uma de suas três armas, um revólver calibre 38. Logo o Comando de Operações Especiais (COE) e o batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) chegaram, enquanto os sequestradores ainda mantinham Edson em cativeiro.

Conforme informou a polícia presente na ação, os três assaltantes estavam calmos, o que indicava que já tinham uma caminhada no ‘mundo’ do crime. Depois de muita dedicação e habilidade para negociar com o trio, a polícia, perto das 11h15, conseguiu convencer o bando a liberar Edson. Os rapazes, que portavam um revólver e uma pistola calibre 765, se entregaram logo em seguida. As vítimas receberam a atenção necessária e o trio foi encaminhado a Delegacia de Araucária para procedimentos.

Motivação
Na Delegacia da cidade, o Delegado Amadeu Trevisan informou que o trio residiria em Curitiba e preferiram se manter em silêncio durante o depoimento. “Mas esse caso está resolvido”, concluiu. Ainda conforme informações da Polícia Civil, Edson declarou que, durante a madrugada, ouviu um barulho mas acendeu a luz e não viu nada. A mulher dele saiu para trabalhar perto das 3h da manhã e, antes das 8h, a cunhada dele, que trabalha na residência, chegou enquanto ele dormia. Ela foi até a edícula da casa e ali foi rendida pelo trio. O bando foi então até o quarto onde Edson estava e o rendeu também. Os criminosos não teriam machucado os reféns, mas exigiam dinheiro. No fim, acabaram conseguindo apenas voltar para a cadeia.