Diversas categorias dentro da área da saúde, em âmbito federal, estadual e municipal, possuem carga horária de 30h semanais, ou seja, 6h diárias. Esta jornada de trabalho implica em benefícios para o servidor e para o atendimento que a população recebe.

Algumas categorias de profissionais da saúde já possuem carga horária reduzida, exceto os cargos: Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, Auxiliares de Saúde Bucal, Técnicos em Saúde Bucal, Farmacêuticos, Nutricionistas, Técnicos em Patologia Clínica, Técnico em Saneamento, Técnico em Meio Ambiente e Engenheiro de Segurança no Trabalho.

A jornada de 30h semanais para profissionais da saúde, como acontece em outros municípios, deve ocorrer sem a redução de salários, pois eles devem ser condizentes à necessidade de vida do servidor. Sem deixar de acompanhar a realidade do país, suprindo as condições básicas como moradia, transporte, alimentação, vestuário, entre outros.

A redução da jornada acarretará em diminuição do intervalo de almoço para 15 minutos. Com isso, não haverá redução de pessoal nem interrupção de serviço e, ainda, não haverá diminuição no ritmo de trabalho. Esta jornada menos pesada não será tão estressante e os funcionários estarão mais dispostos durante o serviço, levando a melhoria na qualidade do atendimento. A redução também poderá aumentar os índices de produtividade dos funcionários que, ao cumprir uma carga horária diária menor, terão um período para convívio com a família e lazer, aumentando, assim, sua qualidade de vida. Sem contar que o servidor terá tempo reduzido de exposição a ambiente insalubre.

Pode-se dizer que ainda haverá redução do absenteísmo (falta por doença, por exemplo) com a redução de problemas de saúde. Conforme a matéria “Jornada de 30h – Experiências que deram certo”, publicada no site do Sindicato dos Trabalhadores da Universidade Federal de Santa Catarina (SINTUFSC), em 2009, “uma comissão de avaliação que acompanhou a implantação das 30h verificou que houve uma drástica redução das faltas e de atestados médicos”.

O usuário do sistema de saúde também será beneficiado com um menor tempo de espera para atendimento, devido à não redução de pessoal principalmente em horários de almoço. Isso acarretará em menor tempo de sofrimento do paciente e maior satisfação com o atendimento oferecido.

DIRETORIA DO SIFAR
 

VEJA TAMBÉM

Compartilhe