Na semana passada a deputada estadual Rosane Ferreira (PV) participou da abertura do Seminário Estadual sobre Erradicação do Trabalho Infantil. Mais de 400 pessoas que trabalham com crianças e adolescentes, entre gestores municipais, sociedade civil organizada, assistentes sociais e conselheiros tutelares. Para Rosane, atualmente, o trabalho infantil aparece disfarçado, já que a imagem de meninos e meninas enfrentando jornadas nas indústrias não é comum nos dias de hoje.

Durante o Seminário foi lançado um estudo inédito feito pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), o Mapa do Trabalho Infanto-Juvenil no Paraná. O Paraná está em 6º lugar no ranking do trabalho infantil, dos 27 estados brasileiros. “Para mim está claro que o que empurra estas crianças e adolescentes para o mundo do trabalho é a necessidade.

O problema é que o dinheiro que essa criança traz pra casa não vai resolver o problema da família. E sem chance de estudar, se preparar, esse cidadão terá dificuldade mais tarde para conseguir empregos melhores”, considerou a deputada.

Ainda segundo ela, fazer com que as crianças desfrutem de sua infância, estimulando sua criatividade e permitindo que elas brinquem e vivam seu presente faz com que tenhamos em um futuro próximo uma sociedade mais justa e igualitária. “A infância é uma fase importantíssima na formação do indivíduo e é nessa etapa que devemos começar a resolver os problemas sociais do país”, finalizou a parlamentar.

VEJA TAMBÉM

Compartilhe