Pode até ser que eu seja um tolo, mas sempre que um novo governo assume o comando de minha cidade, estado ou país, renovo minhas esperanças em dias melhores. Otimista que sou, em 2009, por exemplo, quando o prefeito Albanor José Ferreira Gomes (PSDB) foi empossado na Câmara e discursou aos presentes, mesmo não tendo votado nele, fiquei esperançoso. Cheguei a acreditar que ele priorizaria as áreas de educação, saúde e segurança, como disse naquela oportunidade. Hoje, dois anos após sua posse, não creio mais em absolutamente nada do que Zezé disse naquela ocasião, vez que sua administração rasteja lentamente rumo ao fim. Minhas esperanças agora estão depositadas no futuro e seja lá o que ele nos reserva.

Ao contrário da minha descrença e decepção no que governa Araucária atualmente, tenho muita esperança nos que tomaram posse no dia 1º de janeiro para governar o Paraná e o Brasil. O primeiro foi meu candidato em 2010, já a segunda não. Mesmo assim, acredito sinceramente que a presidente Dilma Rousseff (PT) administrará bem o país. Tecnicamente ela é até melhor preparada do que o ex-presidente Lula para tal função.

Gostei do discurso de posse de Beto Richa (PSDB). Gostei de ouvi-lo dizer que o compromisso maior de seu governo é para com a Educação e rezo para que isto seja verdade. Gostei de vê-lo afirmar que priorizará os produtores rurais de nosso Estado. Fiquei satisfeito quando ele disse que não tem compromisso com o erro de ninguém e que não hesitará em punir, caso aconteçam, os desvios de conduta dos integrantes de seu governo. É bom ouvir do administrador maior de nosso Estado seu compromisso com a transparência e com a criação de oportunidades para as pessoas, afinal ninguém gosta de ser dependente do Estado.

Do mesmo modo, fiquei emocionado com a posse da presidente Dilma. É sem dúvida uma vitória de nossa democracia a eleição de uma mulher para comandar nosso país. É comovente o compromisso assumido pela presidente em seu discurso de posse de erradicar a miséria no Brasil. Também é gratificante ouvi-la reafirmar que defenderá a liberdade de imprensa, que volta e meia vem sendo molestada por figuras deploráveis de seu partido, o PT.

Mas, embora os discursos de Beto e Dilma tenham sido motivadores, é preciso que fiquemos sempre alertas. Afinal, há um grande abismo entre o que os nossos políticos dizem que vão fazer e o que efetivamente fazem. E isto pode ser comprovado facilmente: basta olharmos para o governo que está bem debaixo do nosso nariz.

E, você, amigo leitor, o que pensa sobre o assunto? De seu pitaco. Bom 2011 a todos e até semana que vem!

VEJA TAMBÉM

Compartilhe