Copel vai às escolas e orienta alunos como prevenir problemas com eletricidade

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) está reiniciando o seu Programa de Prevenção de Acidentes com Energia Elétrica, cujo público são crianças matriculadas nas escolas da rede pública do ensino fundamental. A empresa mantém voluntários em todas as cidades onde atua e para participar a escola deverá entrar em contato e solicitar a palestra. O objetivo do programa é esclarecer as dúvidas mais comuns do público infantil.

Ao longo do ano letivo, um contingente de 650 empregados da Copel, todos voluntários e com as mais variadas formações profissionais, irão visitar cerca de 1.300 escolas para levar conhecimento, informação e recomendações sobre o uso seguro da eletricidade a mais de 130 mil crianças. “Esse trabalho de conscientização é importante, já que nem sempre as situações de risco de acidentes com choque elétrico são claramente identificadas pelas pessoas, independentemente da idade que tenham”, avalia o diretor de distribuição da Copel, Ronald Ravedutti.

Segundo ele, “as crianças são agentes estratégicos para a propagação das mensagens de segurança, pois além de extremamente receptivas, elas também são persuasivas, repassando e cobrando dos adultos em casa comportamentos que evitem o risco de um acidente com energia elétrica”.

Os instrutores da Copel passam em torno de uma hora explicando o que é a eletricidade, as facilidades e o conforto que ela proporciona, e os perigos que ela pode trazer aos desatentos ou descuidados. Além de recursos como transparências e slides, os instrutores ilustram e reforçam as orientações de segurança distribuindo às crianças o kit-escola, um conjunto didático desenvolvido e produzido pela Coordenação de Marketing da Copel, que ajuda a fixar os conceitos e recomendações transmitidos em sala de aula. O kit-escola é composto por caderno, régua, cartilha para colorir e jogo da memória.

“Os próprios professores da rede estadual de ensino contribuem para ampliar a eficácia da iniciativa, repercutindo nas atividades em sala de aula para melhor fixação, o conteúdo das palestras da Copel”, acrescenta Ravedutti. Esse apoio é parte do projeto Anjos da Escola, uma parceria com a Secretaria da Educação que, entre outras ações, permite aos pais ou responsáveis por alunos ou cidadãos interessados em ajudar a melhorar e aprimorar a escola pública da sua comunidade, usem a conta de luz para contribuir com a Associação de Pais e Mestres do educandário.

VEJA TAMBÉM

Compartilhe