Recenseador não terá hora para chegar nas casas, portanto, morador não precisa ficar com receio

Os moradores de Araucária já podem se preparar para responder um questionário rápido, porém, muito importante para o município. Trata-se da pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que começa no dia 16 de abril e vai até 31 de julho.

Os recenseadores, que são as pessoas que farão as pesquisas, não terão hora para chegar nas casas, portanto, os moradores não precisam ficar com receio caso a entrevista seja feita no período da noite ou nos finais de semana e feriados. “É muito importante para nós que os araucarienses respondam esse questionário porque precisamos atualizar as informações não só dessa cidade como de todas as outras do país”, destaca Luiz Henrique Pedrozo de Moraes, coordenador de sub-área do IBGE.

Luiz Henrique informa ainda que todos os recenseadores estarão com um colete azul e crachá de identificação. Vale lembrar que as informações ficarão sob sigilo absoluto e que essa pesquisa será realizada em todo o Brasil.

Concurso
Já foram chamados 40 recenseadores para trabalhar no período das pesquisas, no entanto, para que o trabalho seja feito com agilidade, esse número é pequeno com relação ao total de habitantes de Araucária. Para suprir a necessidade, Luiz Henrique explica que serão chamadas todas as pessoas que se classificaram no último concurso do Instituto.

“Precisaremos pelo menos de 90 pessoas trabalhando todos os dias. Para completar esse número são necessárias mais 50 pessoas, mas como já trabalhamos com isso há bastante tempo, sabemos que muitas não comparecem e outras desistem. Concluímos então que todas as que foram classificadas serão chamadas para trabalhar, mesmo que não seja por todo o período”, finaliza.

O prefeito Olizandro José Ferreira alerta a população da importância de que todos recebam os entrevistadores e respondam as questões do IBGE. “O município só tem a ganhar com as informações atualizadas. Os números que temos já estão defasados, pois os de agropecuária são de 1996 e os de contagem são de 2000. Isso nos ajudará inclusive a fazer futuros planejamentos”, enfatiza.

Existem duas pesquisas, uma para aqueles que tiram o sustento da agropecuária e a outra como forma de contagem, esta mais simples e rápida. Portanto, quem mora no interior também pode responder o questionário sem nenhum medo, contanto que a pessoa se apresente como recenseador do IBGE e que esteja devidamente identificado.

VEJA TAMBÉM

Caminho certo

É fato que a língua do povo sempre foi afiada e impiedosa. Os juízes da vida dos outros de plantão se adiantam em ser investigadores,

Compartilhe