Respeito, orientação e apoio. Estes são os alicerces propostos pelo Centro de Atenção Psicossocial a Usuários de Álcool e Outras Drogas – CAPS-AD, inaugurado ontem (5) pela prefeitura de Araucária.

O CAPS-AD é destinado a usuários de álcool e outras drogas e tem por objetivo ampliar os recursos no atendimento a esta demanda, por meio de ações de prevenção, tratamento e reinserção social.

Com mais este serviço, Araucária, que já é exemplo em Saúde para o Brasil, também passa a ser referência no atendimento psicossocial, já que o CAPS-AD desenvolverá ações para promover a recuperação dos pacientes, reintegrando-os a uma rotina de vida saudável em família e na sociedade.

Com uma nova proposta, o serviço disponibiliza atendimento aos pacientes conforme sua necessidade individual, distribuído nos moldes: intensivo – 40 vagas (freqüência diária), semi-intensivo – 60 vagas (3 vezes por semana) e não-intensivo – 90 vagas (uma vez na semana).

Ao todo, o serviço disponibilizará 190 vagas, distribuídas nestes três regimes de tratamento, possibilitando aos pacientes com quadros graves em função do uso de substâncias químicas a possibilidade de desintoxicação e acompanhamento mais intensivo, reduzindo assim o número de internações psiquiátricas.

O prefeito de Araucária, Olizandro José Ferreira, comenta que a implantação deste serviço atende as diretrizes do Ministério da Saúde, seguindo os padrões propostos pela reforma psiquiátrica, que propõe tratar o paciente sem excluí-lo da sociedade. “Por meio deste serviço, daremos maior atenção a esses pacientes”, frisa.

Todo o trabalho será realizado por uma equipe multidisciplinar composta por psicólogo, médico psiquiatra, assistente social, terapeuta ocupacional, enfermeiro, auxiliares de enfermagem e auxiliar administrativo.

Segundo o secretário de Saúde, Josué Kersten, os pacientes receberão tratamento e realizarão atividades que reforcem o processo de socialização. “No programa estão contempladas atividades de acolhimento, psicoterapia individual e em grupo, oficinas terapêuticas, grupo para familiares, atendimentos social, psiquiátrico e clínico, reuniões em equipe, visitas domiciliares, bem como a articulação com serviços da comunidade e outros órgãos públicos e privados, enfatizando e organizando redes para que realmente aconteça a reinserção social”.

O serviço funcionará na Rua Lourenço Jasiocha, 1021 – Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12hs e das 13h às 17h e atenderá a demanda espontânea ou proveniente dos serviços sociais ou de saúde do município.

Outros serviços
Inaugurado também nesta gestão, o Centro de Atenção Psicossocial II é responsável pelo monitoramento e atenção a pacientes com transtornos mentais graves.

No local são realizadas ações para promover a integração do paciente psiquiátrico com sua família e a sociedade, evitando seu internamento em clínicas.

Outra ação da atual administração foi a implantação do primeiro Ambulatório de Saúde Mental de Araucária, que fica na Rua Rio Grande do Sul, 273, no Jardim Iguaçu, que atende pacientes com transtornos mentais leves e moderados.

VEJA TAMBÉM

Caminho certo

É fato que a língua do povo sempre foi afiada e impiedosa. Os juízes da vida dos outros de plantão se adiantam em ser investigadores,

Compartilhe