Leandro foi absolvido no caso Elizeu Voronkoff

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Leandro foi absolvido no caso Elizeu Voronkoff  Leandro foi absolvido no caso Elizeu Voronkoff
Acusado foi decretado inocente por falta de provas

O caso Eliseu Voronkoff, morto com 40 golpes de faca na terça-feira de Carnaval, dia 04 de março, em 2003, continua com ‘ar’ de não resolvido. Leandro Antônio Valle, suspeito de ter participado do crime, foi à julgamento nessa terça-feira, dia 16, e foi julgado inocente. Conforme contou o secretário do Tribunal do Júri, Paulo Guimarães Borges Jr., foi a primeira em Araucária que o promotor pediu a absolvição do réu e, em seguida, o advogado de defesa retificou as palavras.

A não condenação de Leandro se apoiou no fato de que a única prova contra ele era o depoimento de, na época do crime, um menor de idade também suspeito de participar do cruel assassinato. O Juiz, atendendo as solicitações, absolvei Leandro. “A família da vítima ficou muito triste”, contou Paulo Guimarães. Leandro recebeu a convocação para participar do júri, porém, mandou uma carta argumentando sua ausência por medo de uma, possível, represália. Ainda de acordo com o secretário do Tribunal, o jovem, também acusado de participar do crime, passou na época por procedimentos na Vara da Infância e Juventude, apesar de não ter confessado participação no crime. De acordo com Paulo, agora o caso é arquivado.

Crime
Na madrugada de 04 de março de 2003, o corpo do poeta, bailarino e professor de teatro foi localizado na Rua Espírito Santo, rua pouco movimenta da, perto do Centro de Saúde Santa Mônica. Com diversas facadas, Eliseu estava em um local escuro, dando a impressão de que tinha tentado escapar. Alguns metros adiante da cena, policiais localizaram somente uma lâmina de uma pequena faca de cozinha suja de sangue. A vítima trajava uma camiseta e um calção e tinha seu telefone celular, documentos pessoais, cartões bancários, talões de cheque e algum dinheiro em um de seus bolsos.

Após uma semana de investigação, a equipe da Delegacia de Araucária, comandada na época pelo delegado Jairo Amodio Estorilio, prendeu os dois principais suspeitos do assassinato: Leandro e um menor de idade. A prisão veio após uma pista, um mapa deixado no Teatro da Praça que indicava o endereço do adolescente e de Leandro, que moravam no Jardim Planalto. Conforme Delegado da época, também havia registros de ligação no telefone do menor para Eliseu. Na época, populares afirmavam que a vítima mantinha relação com um rapaz morador daquele bairro.

PRÓXIMOS JÚRIS
Dia 12 de novembro

Acusado: Jair Tadeu Teixeira de Jesus
Crime ocorreu em 02 de fevereiro de 1983
Vítimas: Alisson Tain 
Antonio de Jesus 
Flavio Leal do Vale
Luiz Valdimir do Vale
Therezinha Mariano Theobald
Dia 21 de novembro 
Acusado: Alex Rodrigues dos Santos
Crime ocorreu em 03 de fevereiro de 2007
Vítima: Adriano Ryba Ferreira
Crime: vítima foi morta com golpes de tijolo por discussão por uma bicicleta
Dia 27 novembro 
Acusado: Leonildo Magalhães e Hélio Garcia
Crime ocorreu em 15 de julho de 2001 em Guajuvira de cima
Vítima: Carlito Nunes dos Anjos
Crime: Autores convidaram vítima pra comprar porcos em Contenda e, no caminho, entraram em vários bares, embriagaram vítima e a executaram.