Já tentou imaginar como deve ser viver em um daqueles países da Europa, tipo Suíça ou . Noruega? Será que lá, lugares tidos como exemplos de correção, os políticos sequer sonham em abusar do dinheiro público como o fazem aqui? Será que eles são tão caras de pau como os daqui? Difícil acreditar que sejam. Por aqui o pessoal é bom nesse negócio de avacalhar o conceito de moral e ética. Agora tentem imaginar a cena onde os vereadores e seus assessores que foram fazer os tais passeios, digo, cursos, a maioria em cidades turísticas, tenham que responder uma prova referente aos cursos que eles fizeram por lá. Se não fosse tão triste, seria muito cômico.

Nossa Câmara de Vereadores parece viver numa ilha da fantasia. Até parece que ela não faz parte de Araucária, que está, segundo dados oficiais, passando por uma crise financeira. Município que está atrasando por falta de dinheiro os pagamentos dos fornecedores responsáveis por manter serviços essenciais, remédios nos postos de saúde e materiais básicos nas escolas, entre outras coisas. Município que passou por uma greve geral dos servidores porque não conseguiu sequer repor a inflação nos salários. Os vereadores, embora circulem, parecem que ainda não perceberam esta situação. Estão fazendo um concurso para a contratação de funcionários efetivos sem sequer um anúncio de qualquer redução dos cargos comissionados, ação que mostraria boas intenções. Se ficar como está, a despesa só vai aumentar. Tinha que ser, no mínimo, para cada concursado, dois cargos comissionados extintos. Considerando o volume de trabalho da Câmara (legislar e fiscalizar) que não seja campanha de vereador, o pessoal iria andar folgado. Mas não se pode ser ingênuo nestas questões. Para tudo isso acontecer de maneira séria a população deveria ajudar. Não tem como querer que vereador seja sério se tem um monte de gente pedindo favorzinho todos os dias. Só quando a população tiver consciência que a solução vai partir dela, é que começaremos a andar na direção certa. Pense nisso e boa leitura.
 

VEJA TAMBÉM

Errata: Edital de Proclamas

Na edição nº 1237 do Jornal O Popular, que circulou nesta quinta-feira, 5 de novembro, erramos a data da página 12. O correto é 5

Quarentena, nutrição e ansiedade

Você se considera uma pessoa ansiosa? Você come mal quando não se sente bem? Ou não se sente bem porque come mal? A ingestão de

Compartilhe