Um dos veículos permitirá o transporte diário de pessoas para tratamento em Curitiba

Apesar das constantes reclamações da população do atendimento à saúde no município, a Prefeitura de Araucária tem concentrado investimentos no setor, visando melhorar a qualidade dos serviços. Na terça-feira, dia 3, o prefeito Olizandro Ferreira entregou ao secretário Municipal de Saúde, Josué Kersten, as chaves de três veículos que integrarão a frota que presta serviços à comunidade.

Com esta aquisição, a cidade passou a contar com mais um veículo para fazer o transporte de pacientes que estão em tratamento em Curitiba, além de mais dois para auxiliar os programas da Secretaria de Saúde.

Foram entregues uma Van Ducato para a frota de transporte de pacientes em tratamento na capital, um Fiat Uno para auxiliar a equipe do Serviço de Orientação à Aids – SOA e uma Kombi para a equipe do Programa de Saúde da Família – PSF, da comunidade rural do Tietê.

Até então a prefeitura contava com duas Kombis e um ônibus para fazer o transporte de pacientes em tratamento de hemodiálise, quimioterapia e radioterapia em Curitiba. O ônibus, que no momento está sendo reformado, transporta 30 passageiros e cada Kombi tem capacidade para 12 pacientes. Cada veículo do Transporte Solidário leva os pacientes quatro vezes por dia até Curitiba, gratuitamente.

“Com a Van podemos levar 60 pacientes a mais para a capital, já que a capacidade do veículo é de 15 pessoas por vez. Quando o ônibus estiver em funcionamento nossa frota terá capacidade para conduzir 228 pacientes por dia até Curitiba”, explica a coordenadora do Serviço de Remoção de Pacientes da SMSA, Isabel Nogueira Camilio.

De graça
“Essa é a diferença de Araucária para os outros municípios da Região Metropolitana, pois oferecemos o transporte gratuito sempre priorizando a rapidez, o conforto e a comodidade dos pacientes que passam por uma situação de saúde complicada. Em 2008 muitos desses casos serão amenizados, pois o novo Hospital Municipal irá suprir várias dessas necessidades”, destacou Olizandro.

Os três veículos custaram R$150 mil e de acordo com o secretário municipal de Saúde, Josué Kersten, a previsão é adquirir mais carros até o final deste ano. “Constantemente precisamos de novos veículos, pois a demanda da população aumenta a cada dia e o desgaste dos carros é grande, já que o uso é contínuo. Mas até o final de 2007 vamos adquirir mais uma Van para o Transporte Solidário e uma ambulância”, adiantou.

Hoje a prefeitura conta com 11 ambulâncias equipadas para a remoção de pacientes.

VEJA TAMBÉM

Caminho certo

É fato que a língua do povo sempre foi afiada e impiedosa. Os juízes da vida dos outros de plantão se adiantam em ser investigadores,

Compartilhe