Existe uma máxima nada elogiosa que ensina que no Brasil o ano só começa após o Carnaval. Pois bem, como todos já devem ter reparado o Carnaval passou. E agora?

Agora, temos duas opções, ou passamos a viver mesmo o ano que nasceu lá em 1º de janeiro ou empurramos seu início para depois da Copa do Mundo, que é logo ali em julho. Quem sabe, talvez, até possamos dar uma esticadinha para ali depois das eleições que ocorrem no início de outubro. Há ainda a opção, numa eventualidade de segundo turno, de deixarmos o início do ano para o final de outubro ou início de novembro. Se bem que, daí, já será o penúltimo mês do ano mesmo e o momento de se preparar para o Natal e a Virada. Ou seja, dane-se 2014, pensemos é em 2015.

É óbvio que a possibilidade acima é apenas uma brincadeira de mau gosto, pois uma cidade como Araucária – com tantos problemas – não poderia ter se dado ao luxo de esperar o Carnaval passar. Porém, esperamos, e o momento agora é de correr atrás do prejuízo, principalmente para o poder público municipal.

O chefe maior do Executivo Municipal já não tem mais o tempo a seu favor. As desculpas do primeiro ano de governo não encontram mais abrigo junto à população. Do mesmo modo, a crise financeira que persiste não serve mais de muleta, pois em situações assim necessário seria uma reestruturação administrativa drástica, o que não se viu e nem se avizinha.

Chegou a hora de mostrar serviço, honrar o voto recebido nas urnas e provar aos que votaram nos adversários daquela oportunidade que a escolha deles foi equivocada. De nossa parte, torcemos para que o administrador atual tenha um plano para que o Município não continue a dar voos de galinha como sempre fez ao longo dos últimos anos. Pensemos nisso e boa leitura.

VEJA TAMBÉM

Compartilhe