Mesmo sem autorização da Prefeitura, empresa insiste em continuar com os trabalhos. Secretaria de Obras diz que vai embargar construção

Pouco mais de cinco meses depois de ter sido proibida pela Secretaria Municipal de Obras Públicas (SMOP), as obras do novo Supra Supermercados, que está sendo erguida na Avenida Archelau de Almeida Torres, recomeçaram há algumas semanas. Até aí tudo bem, o problema é que os trabalhos não poderiam ter sido reiniciados, segundo a SMOP.

Acontece que o alvará de construção do supermercado ainda não foi emitido. “Solicitamos uma documentação aos responsáveis pelas obras, eles nos apresentaram a papelada, nós analisamos e devolvemos para correções”, explicou o secretário de Obras, Conrado Faria de Albuquerque, que acrescentou: “a obra não tem alvará e não poderia ter sido reiniciada”. Ainda segundo o secretário, fiscais da SMOP estiveram no local esta semana e constataram que há diversas pessoas trabalhando. “Vamos embargar a obra”, arrematou o secretário.

Segundo apurou nossa reportagem, se mesmo com a proibição da Prefeitura os responsáveis pelo empreendimento insistirem com a construção, como já estão fazendo, o Município pode entrar com uma ação judicial podendo pedir, inclusive, a demolição da parte do prédio que já foi construída.

Quando a obra foi interrompida em janeiro, só havia a estrutura pré-montada do prédio em pé. Porém, nas últimas semanas os operários que trabalham no local fecharam com tijolos grande parte do edifício.

Eles se defendem
Um dos proprietários da rede Supra, Cleberson Rodrigo Silva, e o engenheiro civil responsável pela obra, Nobuo Enumoto, disseram que todas as solicitações feitas pela Secretaria de Obras estão sendo providenciadas, mas admitiu que a obra ainda não tem alvará de construção e que há pessoas trabalhando no local. Ou seja, mesmo sem autorização dos órgãos competentes, eles insistiram em continuar com a obra.

VEJA TAMBÉM

Compartilhe