Pais ficarão sem creches para os filhos até 17 de fevereiro

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Os pais da pequena Maria Estela, de quatro anos, ainda não sabem o que vão fazer com a filha no período em que o Cmei onde ela estuda estiver fechado. Serão duas longas semanas sem expediente nestes locais. Creche agora só no dia 18 de fevereiro. O pai de Maria Estela, Vitolde Glas Jr., está revoltado com a situação. “Eu e minha esposa trabalhamos. E, como todos devem saber, em empresas particulares não tem muita conversa. Ainda mais que são duas semanas sem creche. Vou ter que ficar correndo atrás de parente, vizinho ou mesmo pagar alguém para cuidar da minha filha”, reclamou.

O argumento da Secretaria Municipal de Educação (SMED) para a parada durante mais da metade do mês de fevereiro é a necessidade de planejamento e organização dos Cmeis, além da elaboração de materiais pedagógicos para o ano letivo de 2010. “Este período é necessário para que os educadores tenham a sua formação continuada, conforme prevê a legislação educacional. Além disso, em parte deste período não haverá expediente por conta do feriado de aniversário da cidade e também do Carnaval”, argumenta Maria José Dietrich, secretária de Educação. Nêga, como também é conhecida a secretária, garantiu que todos os pais foram informados já no final do ano passado sobre a parada dos Cmeis. “O calendário do ano letivo nos Cmeis já estava aprovado desde o ano passado. Não decidimos de uma hora para outra fechar esses espaços. Tudo é feito com base em planejamento”, acrescentou. Veja na tabela ao lado o que os profissionais dos Cmeis farão durante o recesso.

Os argumentos da secretária não são convincentes para vários pais que procuraram O Popular para reclamar da situação. Janete Aparecida Barboza, mãe da pequena Maria Clara, por exemplo, lembrou que já não houve expediente regular nos Cmeis durante o mês de janeiro, sendo que os pais que não tiraram férias de seus trabalhos tiveram que deixar seus filhos nas chamadas unidades polos. “Minha filha ficou praticamente o mês todo junto com crianças diferentes, que vieram de outras creches e com tias que ela nunca viu na vida. Isto já é complicado para a criança. Agora eles vêm e dizem que vão ficar quase todo o mês de fevereiro fechado. Isto é palhaçada”, desabafou.

O metalúrgico Vitolde Jr. disse ainda que é errado os pais terem que se adaptar a horários dos Cmeis. “O correto seria que eles se adaptassem aos nossos horários. Ou melhor, aos horários das empresas. Afinal, se eu deixo minha filha na creche é porque eu tenho que trabalhar. A Prefeitura tem muito ponto facultativo e feriado. O Carnaval, por exemplo, tem empresa que obriga o funcionário a trabalhar, já que a data não é um feriado obrigatório”, diz.

Pais ficarão sem creches para os filhos até 17 de fevereiro