Tenho acompanhado nos últimos dias a discussão acerca da construção da nova delegacia de polícia. Uma novela que parecia caminhar para um final nada feliz para o Município, mas que – ainda bem – teve seu último capítulo revertido na semana passada quando o prefeito bateu o martelo e sacramentou que a Prefeitura manteria a área inicialmente doada para abrigar aquela obra.

Confesso, no entanto, que até ouvir da boca do mandatário atual que a nova delegacia seria mesmo construída no terreno inicialmente acordado, ali na rua Santa Catarina, sofri com algumas manifestações que chegaram aos meus ouvidos. Ou elas eram frutos de interesses politiqueiros mesquinhos, ou de preconceito ou de pura ignorância mesmo. Só esta última é perdoável.

Ora, algumas pessoas trataram a edificação de uma delegacia no Santa Regina como um perigo para os moradores daquela região. Quando, valha-me Deus, ouvimos algum relatos de moradores do entorno da rua Honestário Guimarães, onde está DP hoje, feitos refém em caso de fuga? Nunca! E sabe por quê? Porque preso não foge para ir tomar café na casa do vizinho da carceragem. Ele cava o buraco é para dar no pé e se mandar para o lugar mais longe possível de onde estava guardado.

Outra coisa: é até compreensível que um ou outro morador mais ignorante fique assustado inicialmente com a construção da DP, mas se por conta disso aquele que têm o poder for abortar o projeto, sabe onde uma nova delegacia será erguida? Em lugar nenhum! Sim, porque se no Santa Regina não pode, porque poderia no São Sebastião ou em outro bairro qualquer. É por isso que elegemos governantes para tomar decisões como essa, que necessitam de certo enfrentamento para que consigamos alcançar o bem maior, que neste caso é termos uma nova delegacia capaz de atender com dignidade o cidadão araucariense.

Há que se falar ainda de alguns defensores de meia tigela do meio ambiente. Pessoas, nem todas elas, claro, que vieram com um papo de que a construção ali no Santa Regina causaria impactos ao meio ambiente e que aquela área deveria ser utilizada para outro equipamento público, talvez voltado para o lazer ou coisa assim. Balela! Se existe uma região que não precisa de uma área de lazer é aquela. Afinal, ali já tem o Parque Cachoeira. Precisamos de uma área grande de lazer, como um parque mesmo, é na região do Capela Velha, do Campina da Barra, do Boqueirão. Enfim, em vários outros lugares… menos ali.

Quanto ao dano ambiental, convenhamos, ali o prejuízo é praticamente inexistente, tanto é que de um lado já existe um quartel do Corpo de Bombeiros e do outro dezenas de casas. Aliás, dano ambiental é o causado pelo prédio atual da DP, que está quase dentro do Rio Iguaçu. Nossos defensores do meio ambiente deveriam se preocupar é com os loteamentos irregulares na área rural, ou mesmo com a favelização do entorno da represa do Passaúna. Ou ainda com a obstrução irregular de córregos por indústrias da nossa CIAR ou mesmo com aqueles na região central. Assim, com certeza, já estariam contribuindo sobremaneira com o futuro de Araucária.

Por fim, é preciso ressaltar que a delegacia que o Governo do Estado construirá ali no Santa Regina é focada no atendimento ao cidadão e não ao preso. Ressalto isso porque temos a mania de considerar que uma DP é lugar de bandido, mas não é. Ela é lugar de pessoas honestas que tiveram seus direitos violados, que estão fragilizadas e precisam ser recepcionadas por um equipamento público decente e não um lugar inapropriado como é a delegacia atual, que não proporciona um pouco que seja de dignidade para uma mulher vítima de violência que precisa dar uma queixa, ou mesmo para um homem que teve seu carro roubado e carece registrar a ocorrência. Isso para ficarmos apenas com dois exemplos. Resumindo a história: paremos de conversa fiada e abracemos a construção da nova DP, pois ela só trará benefícios para Araucária.

Comentários são bem vindos. Até semana que vem!

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe