Araucária PR, , 12°C

Planejamento enviado para a Câmara é simbólico

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Na sessão da Câmara de Vereadores de segunda-feira, dia 10, entrou na ordem do dia a votação de alteração do Plano Plurianual do município de Araucária, conhecido como PPA. Este é um documento obrigatório que deve ser elaborado no primeiro ano da gestão com as metas de ações e valores que deverão ser investidos durante os quatro anos seguintes. É normal que existam alterações, e estas devem ser, da mesma forma como ocorreu com o documento original, analisadas e aprovadas pelo vereadores.

Na segunda-feira porém, ao contrário do que costuma ocorrer, alguns vereadores fizeram questionamentos sobre as informações. Clodoaldo Nepomuceno Pinto Jr disse que aquilo que estava escrito era uma peça de ficção. “Aqui está escrito que foram destinados R$ 150 para a revitalização de uma praça. Um absurdo. É claro que com este valor não dá para executar esse serviço. Nós não estamos aqui para aprovar qualquer coisa que a prefeitura envia. Será que eles acharam que nós não iríamos ler?”. Ele apresentou várias emendas ao documento.

Em defesa da prefeitura, Wilson Roberto David Mota (PSD) tentou argumentar que este documento é uma adaptação daquele que foi feito no início da gestão, apenas para atender às exigências do Tribunal de Contas. “Todo ano tem alteração. E muitos valores colocados no documento são apenas simbólicos. O Clodoaldo fica falando, mas ele já foi secretário de obras e sabe como funciona. Mesmo que não exista o recurso, a dotação precisa estar criada. Depois é só alterar”. Ao final foram apresentadas emendas e o documento, como um todo foi, aprovado.