PM prende chefe do tráfico na RMC

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

PM prende chefe do tráfico na RMC

PM apreendeu com o grupo quatro armas de fogo, 1,3Kg de crack e 15g de cocaína com a Operaçõa Naja

Finalizando a Operação Naja, policiais militares do 17º Batalhão detiveram em Araucária sete suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas e apreenderam um adolescente pelo mesmo motivo na manhã desta quinta-feira, dia 11. Os PMs também prenderam o araucariense Everaldo Padilha, o Eve, em uma residência no Município de Matinhos, no litoral do Estado, onde estava se escondendo. Segundo a Polícia, ele é um dos principais chefes do tráfico da Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

De acordo com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná, unidade Curitiba, que colaborou com a ação, com o auxilio de cães farejadores da Companhia de Choque, a PM apreendeu com o grupo quatro armas de fogo, 1.300 gramas de crack, 15 gramas de cocaína, objetos diversos de origem duvidosa (partes de rádio de carro, vídeo-game, aparelhos celulares, etc) e R$ 5.460 em dinheiro.

Os policiais encaminharam Eve e os demais presos para o Gaeco para lavratura da prisão em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo e formação de quadrilha. Depois disso, eles seguiram para unidades prisionais do Estado. O Gaeco também fez o registro das apreensões e o menor apreendido foi encaminhado para uma Delegacia do Adolescente.

Balanço geral

Segundo o comandante do Batalhão, coronel Washington Lee Abe, a partir de denúncias feitas pelo telefone 181-Narcodenúncia e do mapeamento feito pelo Geoprocessamento a Polícia deflagrou a operação. “Policiais do Grupo Especial Reservado de Buscas (Gerb) levantaram as principais bases de atuação das quadrilhas e com informações e infiltrações montamos a Naja, que foi um sucesso” explicou o coronel.

Em seis meses de investigações do Gerb foram realizadas 152 prisões e apreendidos 40 armas de vários modelos e calibres, 5 coletes balísticos, 11 quilos de crack, 10 quilos de maconha, 215 gramas de cocaína, uma balança de precisão, celulares, equipamentos eletrônicos e R$ 5,6 mil. “Foi com trabalho intenso que conseguimos quebrar a espinha dorsal do tráfico. Com as prisões, foi dado um forte golpe nas quadrilhas, o que vai trazer mais tranquilidade para toda população”, explicou o comandante.

A Operação Naja contou com a participação de 119 policiais e 30 viaturas. Segundo a Polícia a Operação pode ter novos desdobramentos com os trabalhos de combate ao tráfico que continuam em Curitiba e Região Metropolitana. 

Foto: Colaboração/ Atila Alberti