Morador tentou levantar casa num terreno pertencente ao município, mas se deu mal

Na sexta-feira, dia 23, a Prefeitura Municipal, através da Cohabitar, frustrou uma tentativa de invasão no Jardim Hermon, próximo à escola Municipal Ibrahim Antonio Mansur. Um homem, que dizia ser morador da cidade e não tinha para onde ir com a família, aproveitou o feriado de Carnaval e começou a erguer uma casa no local. Mal sabia ele que o terreno pertence à Prefeitura e que sua atitude seria denunciada por uma moradora do bairro.

Segundo a Cohabitar, eram duas famílias, aparentando uma situação financeira estável. “Eles têm dois carros e geralmente quem invade uma área é porque realmente não possui nada”, disse o engenheiro da companhia, Walter Voss.

Na quinta-feira, dia 22, uma equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente esteve no local e notificou o invasor, explicando que aquela era uma área de preservação, pertencente ao município. Mas como ele insistiu em continuar construindo sua casa, na sexta-feira uma outra equipe, desta vez da Cohabitar, foi retirá-lo do local. “A Guarda Municipal prestou apoio ao nosso trabalho, mas felizmente o invasor entendeu que estava errado e acabou saindo”, comentou Walter.

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe