Prefeitura renovou parceria com o governo do estado para a preservação da vegetação de várzeas

Na terça-feira (5), o secretário de Meio Ambiente de Araucária Hino Dirlei Falat de Souza representou o prefeito Olizandro José Ferreira na assinatura da renovação do convênio com o governo do estado para o Programa Mata Ciliar. O evento, que marcou o Dia Mundial do Meio Ambiente, aconteceu no auditório do Museu Oscar Niemeyer e reuniu representantes do governo do estado, de diversos municípios que participam do Programa e de órgãos ambientais.

Para Hino Dirlei, o Programa Mata Ciliar é uma importante parceria entre os poderes públicos para a manutenção dos rios. “Só com a união de esforços vamos conseguir diminuir os danos às bacias hidrográficas do estado e a recomposição da mata ciliar é um dos caminhos para essa mudança”, destacou o secretário.

O Programa teve início em 2003 com uma meta de plantar 90 milhões de árvores para recomposição da vegetação que protege as margens dos principais rios, bacias hidrográficas, mananciais de abastecimento público, Unidades de Conservação, reservatórios de usinas hidrelétricas e bacias dos rios do estado que integram os corredores de biodiversidade.

Já foram investidos R$15 milhões no Programa Mata Ciliar na reestruturação de 22 viveiros estaduais, compra de viveiros – doados a 303 municípios, Colégios Agrícolas, Sanepar, APAES, Centros de Menores Infratores, penitenciárias, instituições públicas e privadas. Todos os 399 municípios paranaenses aderiram ao Programa.

De acordo com dados do governo do estado, já foram plantadas mais de 60 milhões de mudas nativas em todo o Paraná, beneficiando mais de 57 mil pessoas.

O Programa trabalha em duas vertentes: recompondo a mata ciliar através do plantio de mudas de espécies nativas e disponibilizando recursos para que pequenos agricultores que possuem criações façam o isolamento da área próxima as margens dos rios. As cercas servem para evitar que o gado paste nas áreas protegidas.

VEJA TAMBÉM

Errata: Edital de Proclamas

Na edição nº 1237 do Jornal O Popular, que circulou nesta quinta-feira, 5 de novembro, erramos a data da página 12. O correto é 5

Quarentena, nutrição e ansiedade

Você se considera uma pessoa ansiosa? Você come mal quando não se sente bem? Ou não se sente bem porque come mal? A ingestão de

Compartilhe