Polícia continua investigação

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

A Polícia Civil está trabalhando fortemente na investigação dos homicídios cometidos em Araucária nas últimas semanas. Conforme afirmou o investigador Itamar Stradioto, o crime que tirou a vida de Alexandre Mussi Pereira, 32 anos, no domingo, 09, já está 80% solucionado. Duas suspeitas estão sendo investigadas de acordo com informações recebidas por testemunhas, familiares e pessoas próximas.

A primeira suspeita se direciona a um homem que teve uma desavença em um bar com a vítima, aproximadamente três dias antes do homicídio. O segundo suspeito é conhecido como “Bodinho”. “Há uns dois meses atrás esse Bodinho furtou a vítima; Alexandre descobriu que era ele e o jurou de morte. Ficaram com uma rixa para resolver e algumas pessoas afirmaram que, há umas duas ou três semanas, ´Bodinho´ tentou matar Alexandre, mas a arma não disparou”, explicou o investigador. Segundo ele, algumas testemunhas do crime afirmaram que viram duas mulheres saindo do veículo: “Estamos trabalhando com a possibilidade de que, como usuário de droga, foi com as meninas para fumar no local e foi surpreendido pelo assassino, tudo premeditado. Umas das mulheres pode ter um relacionamento do ‘Bodinho’”, explicou. A polícia continua a investigação.