Desde preferências partidárias, até a contratação de cargos em comissão, tudo vira discussão na página de relacionamentos

No dia 12 de agosto de 2004 um tal de Rogério Mazur criou a comunidade Araucária no Orkut, página de relacionamentos do Google na internet. Na época o serviço nem era tão popular, hoje, porém, milhões de pessoas tem uma conta no Orkut, inclusive milhares de moradores de Araucária. Como foi a pioneira, a comunidade criada por Mazur hoje é um ponto de discussões sobre vários assuntos. Com mais de 2 mil membros, o espaço volta e meia inicia discussões sobre a política local.

Sempre que alguém cria um tópico de discussões sobre política, o clima esquenta. As opiniões são as mais diversas possíveis. O anonimato que o Orkut oferece acaba servindo de incentivo para que as pessoas soltem o verbo. Muitas vezes, inclusive, o nível da discussão cai e descamba pra agressão verbal.

Temas
Nas últimas semanas um dos tópicos que mais recebeu comentários é o que põe em discussão os cargos em comissão na Prefeitura e na Câmara. Criado com o título de “Cargos de Confiança na Prefeitura e na Câmara. Quando isso vai acabar ou pelo menos diminuir ?, o tópico já tem mais de 100 comentários. A maioria dos recados são de pessoas que se disseram contrários a contratação de CC’s. Outros, no entanto, até postaram recados defendendo a prática, desde que de forma controlada.

Vários outros tópicos também discutem questões referentes à política. Há aqueles também que foram criados com outros propósitos, mas que acabaram se transformando em debates acaloradas sobre políticos locais e ações da Prefeitura, entre outros.

Informações erradas
Embora a comunidade Araucária coloque em discussão temas importantes, há muitas informações erradas e distorcidas postadas na página. Existem também aqueles que inventam um nome de usuário, se tornam membros da comunidade e usam o espaço para propagar falsas informações e denegrir pessoas. Nas últimas semanas, os mediadores da comunidade (pessoas escolhidas pelo dono do espaço, no caso Rogério Mazur) decidiram tentar colocar ordem na casa, excluindo estes usuários que não acrescentavam nada à discussão e ainda postavam falsas informações ou achincalhavam membros da própria comunidade e/ou políticos locais. Com esta medida a qualidade das discussões melhorou.

Participação
Embora sejam tema de várias discussões no Orkut, os políticos araucarienses parecem não estar muito preocupados, pelo menos por enquanto, com o que falam deles na página de relacionamentos. Até onde se sabe, somente um político de Araucária faz parte do Orkut. É a deputada estadual Rosane Ferreira (PV). Porém, ela criou o seu perfil há pouco mais de uma semana e até agora não postou nada na comunidade Araucária.

Ainda parece ser cedo pra dizer que o Orkut influencia no voto dos moradores de Arau­cária. Mesmo assim, é bom os políticos locais abrirem os olhos e se atentarem para essa ferramenta de comunicação. Pois, num futuro próximo, pode até ser que o Orkut não ajude a ganhar voto. Mas, com certeza, ele vai ajudar a tirá-los de muitos candidatos.

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe