Várias secretarias desenvolvem ações que beneficiam a criança e o adolescente

São muitos os programas e ações mantidos pela Prefeitura de Araucária, em benefício da criança e do adolescente, que conferiram ao prefeito Olizandro Ferreira o Selo Prefeito Amigo da Criança. O selo foi criado pela Fundação Abrinq e é o primeiro passo para que o município possa receber o prêmio, no final da gestão.

Os trabalhos mantidos pela Prefeitura Municipal envolvem as secretarias de Promoção Social, Saúde e Educação, que mantêm atendimento prioritário às crianças e adolescentes em situação de risco. Um programa mantido pela Promoção Social é a Casa da Criança, que possui oito unidades espalhadas pela cidade e atende crianças de 7 a 14 anos.

Jovens entre 15 e 17 anos são atendidos pelos dois Adolescentros, um localizado no centro e outro no Jardim Industrial. No local, os jovens participam de oficinas de teatro, aulas de dança, cidadania, valores, bons costumes e recebem orientações importantes para sua formação educacional e profissional.

Na Casa do Adolescente funcionam os programas Jovem Aprendiz, uma parceria entre a APMI e a Petrobras, que oferece oficinas de capacitação durante dois anos, com carteira de trabalho assinada como registro do 1º emprego e ainda os programas Espaço Menina e Agente Jovem. O Jovem Aprendiz dispõe de 53 vagas, preenchidas através de um teste seletivo. “O teste precisa ser feito, pois o número de candidatos é muito grande”, explica a diretora geral da Secretaria de Promoção Social, Ariete Maria Fernandes Tonegawa.

Em parceria com o Senai é mantido o programa Aprendizagem Profissionalizante, que também encaminha jovens para o primeiro emprego, nas empresas conveniadas com a Secretaria de Promoção Social.
“Todos os jovens que participam dos nossos programas são cadastrados através do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) ou do Bolsa Família”, explica Ariete.

Projeto piloto
Entre os programas estão ainda a guarda subsidiada, que atende crianças e jovens nas Casas Lares e um projeto-piloto que consiste numa parceria com a comunidade para a realização de oficinas, cursos, acompanhamento escolar e outras atividades, nos barracões comunitários. Neste projeto são atendidas crianças de 7 a 14 anos, que participam das atividades três vezes por semana.

“Este trabalho é feito em parceria com as comunidades, que oferecem os barracões; a Prefeitura, que fornece os materiais e os professores; e as empresas, que doam a alimentação. Por enquanto este trabalho está funcionando no Jardim Alvorada, ainda este ano será ampliado para os jardins Arvoredo e Palomar”, acrescenta Ariete.

VEJA TAMBÉM

Caminho certo

É fato que a língua do povo sempre foi afiada e impiedosa. Os juízes da vida dos outros de plantão se adiantam em ser investigadores,

Compartilhe