Durante o período das eleições em 2012, o SIFAR propôs uma carta-compromisso aos candidatos a Prefeito e Vice-Prefeito do Município de Araucária, com a finalidade de melhoria dos serviços públicos. Em 2013, após a greve, o atual Prefeito assinou o ofício nº 243/2013, comprometendo-se a ajustar salários e reaver avanços, ou seja, direitos básicos dos servidores.

Tanto a carta-compromisso, como o ofício assinado, contém itens que deveriam ser cumpridos a partir deste ano. Hoje, nos resta saber, estes acordos firmados realmente serão legitimados?

O servidor precisa e merece que sua Data-Base seja cumprida e, que, condições dignas de trabalho sejam oferecidas pelas escalas mais altas do funcionalismo.

O Prefeito, que é também um funcionário público, conhece a lei e está ciente de seus deveres e obrigações como pessoa eleita pelo povo. Sendo assim, por que somente os demais servidores prestam seu trabalho com qualidade? Qualidade esta, que depende do suporte oferecido pela administração pública municipal. E que, convenhamos, tem deixado a desejar.

Com descontentamento geral, paira no ar a possibilidade de haver nova greve e manifestações pelo não cumprimento do acordado. Para isso, o SIFAR prevê Assembleia a ser realizada no dia 13 de março.

Mais uma vez lembramos: não estamos querendo nada que não nos é resguardado por lei. Reivindicamos aquilo que nos pertence por direito.
 

VEJA TAMBÉM

Compartilhe