Algumas coisas parecem estar mudando do lado de cá do Rio Barigui. Historicamente as comissões parlamentares de inquérito, as famosas CPIs, instauradas pela Câmara de Vereadores de Araucária sempre tiveram uma péssima fama. O senso comum ensinava que elas não serviam para nada, consumiam um tempo monumental, por vezes gastando dinheiro do contribuinte com coisas das quais nunca se via utilidade e, invariavelmente, não resultavam em nada de útil para a coletividade.

O único que ficava feliz com as CPIs de Araucária, e só no sentido conotativo da palavra, era o entregador das pizzas. No meio político, a fama é de que sempre eram abertas para fazer pressão política sobre os prefeitos e pareciam servir apenas para a obtenção de algum benefício ou acordo e depois eram abandonadas até perderem seus prazos ou simplesmente caírem no esquecimento.

Mesmo com toda a má fama das nossas Comissões, a CPI recentemente aberta para investigar supostas irregularidades praticadas pela Sanepar em Araucária parece estar em um rumo muito diferente. Provocada inicialmente pelo vereador Vanderlei Cabeleireiro (DEM), foi também abraçada por Paulo Horário (Solidariedade), que virou seu presidente. Além de eles estarem mostrando bastante empenho, estão dando um tom admiravelmente técnico para os trabalhos. O interessante, no entanto é que, também admirável está sendo a postura da própria Sanepar. Seus diretores têm dado total atenção aos pedidos formulados pelos vereadores.

Obviamente, não se pode ser ingênuo e esquecer que há muito em jogo e a empresa sabe muito bem o risco que corre. Mesmo assim muitos avanços importantes no que diz respeito, principalmente, ao aumento da rede coletora de esgoto e destino adequado desses dejetos parecem estar mais próximos. Torçamos para que os trabalhos continuem nesta toada. Pense nisso e boa leitura.

VEJA TAMBÉM

Caminho certo

É fato que a língua do povo sempre foi afiada e impiedosa. Os juízes da vida dos outros de plantão se adiantam em ser investigadores,

Compartilhe