Manifestação contra CCs fantasmas ocorreu durante sessão da Câmara e vereadores decidiram interromper os trabalhos

Atônitos. Assim ficaram a maioria dos vereadores durante a sessão plenária da Câmara de ontem, dia 6. No plenário lotado, estudantes da Faculdade Educacional de Araucária (Facear), alguns dos quais vestidos de fantasmas, faziam um protesto contra as denúncias da existência de funcionários comissionados fantasmas na Câmara de Araucária.

Embora visivelmente constrangidos, os edis iniciaram os trabalhos e a maioria deles se reportou aos presentes para falar sobre as denúncias. Porém, aos poucos o clima no local foi ficando tenso e os manifestantes começaram a gritar palavras de ordem, como “Cadê a democracia?”, “Fora fantasmas”, entre outras.

Diante das manifestações, o presidente da Casa, Esmael Padilha, decidiu encerrar a sessão e recebeu uma sonora vaia por isso. A gritaria tomou conta do plenário e, sob vaias, a maioria dos vereadores se retirou do recinto.

Organização
Mais tarde, o professor de Filosofia da Facear, Everson Araújo, que organizou o protesto, explicou as intenções: “A manifestação foi como uma aula prática de democracia e cidadania para meus alunos, além, é claro, de ser uma maneira de dizer aos nossos representantes como estamos insatisfeitos com eles”, explicou.

De volta ao plenário
Assim que os ânimos se acalmaram, alguns vereadores ficaram pelo plenário comentando a situação. A opinião de todos, é preciso que Câmara e Prefeitura dêem uma resposta ao clamor da população.

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe