Clientes reclamam de instabilidade no serviço de internet oferecido pela Copel Telecom

Clientes reclamam de instabilidade no serviço de internet oferecido pela Copel Telecom
Clientes reclamam de instabilidade no serviço de internet oferecido pela Copel Telecom
Na hora que o cliente precisa da Internet, o serviço está indisponível, e isso traz muita dor de cabeça. Foto: Freepik

O trabalho home office e a nova realidade da educação tornou um item que já era importante na rotina da população ainda mais essencial, a internet. Porém, o serviço prestado pela Copel Telecom em alguns bairros de Araucária vem deixando a desejar. Segundo os usuários, o plano assinado por eles de internet deixa de funcionar inúmeras vezes ao dia, apresenta lentidão e o pior, o atendimento por parte da empresa não apresenta soluções para os problemas relatados pelos clientes.

Convivendo com a velocidade da internet abaixo da contratada, dificuldade em contatar a empresa e cobrança de taxas para a visita dos técnicos, os usuários da internet de fibra ótica se vem de mãos atadas, visto que precisam do serviço. A insatisfação dos consumidores se refere também ao valor da conta no fim do mês, uma vez que a conexão os deixa na mão na maior parte dos dias, mas o valor segue o mesmo. “Foi feito um contrato de internet, mas o serviço oferecido pela empresa nunca foi recebido”, explicou um deles.

As reclamações sobre a velocidade da conexão se tornaram frequentes nos últimos meses e acontecem em várias regiões. Os problemas relatados por quem contratou a empresa são quase sempre os mesmos: sites que não acessam e sistemas de trabalho que não abrem por conta do baixo desempenho da internet. “A internet simplesmente não funciona, cai o tempo todo e quando não cai por completo, a velocidade é baixíssima. Na minha casa mesmo, no domingo estava chegando apenas 19 megas dos 70 contratados, só que eles nos enviam a conta cobrando os 70. Transtorno pra todo mundo”, relatou um morador na região central da cidade.

Resposta da empresa

Em resposta às reclamações, a assessoria de imprensa da instituição explicou que o número de chamados abertos em Araucária está dentro da normalidade. De acordo com os dados, na primeira quinzena de março foram registrados 116 protocolos por clientes da Telecom no município. Acerca da queixa sobre a taxa de cobrança na visita técnica, a companhia esclarece que as equipes enviadas até os endereços não localizaram os problemas relatados pelos usuários e não houve nenhuma cobrança pelas visitas nos últimos dois meses nos registros.

A Copel Telecom confirma que há protocolos de reclamações, mas que esse gráfico está estável. Sobre o problema de comunicação entre a empresa e os clientes, explica como funciona o protocolo utilizado pelos call centers. “Quando o cliente acessa a URA do call center e cai ou não resolve o problema e cai, a prática da Telecom é retornar a ligação”, afirma.

Texto: Maurenn Bernado

Publicado na edição 1253 – 18/03/2021