O esporte predileto do eleitor brasileiro típico é falar mal dos nossos políticos. Não sem razão, claro. Afinal, muitos desses políticos têm um perfil complicado: são assistencialistas, preocupados apenas com o voto e em conseguir chegar ao poder e usufruir das benesses que ele propicia. Agora se some a isso o fato de vivermos numa comunidade que gosta de reclamar, mas que não tem o hábito de cobrar de maneira mais sistemática os resultados da gestão deste político e o resultado são administrações sem muito planejamento e com um foco nas ações que possam trazer votos no curtíssimo prazo.

Somente quando a comunidade se envolve, participa, cobra e dá opinião é que muitos políticos dão alguma bola. Eles não agem, apenas reagem ao que o povo diz ou faz. Ações como a iniciativa da Associação Comercial de Araucária, do qual o editor de O Popular do Paraná é presidente, ao saber que a prefeitura não iria realizar a Festa do Pêssego, fogem a regra. Isso porque a própria entidade decidiu aproveitar a data e realizar uma festa, em proporções bem menores, obviamente,

Como não poderia deixar de ser, é claro que a entidade está realizando o evento com o apoio da Prefeitura. Mas, mesmo assim, serve para despertar o sentimento de que, em última instância, a responsabilidade pela realização ou não de algo sempre será dessa comunidade e toda vez que essas pessoas puserem a mão na massa são maiores as chances de vermos as coisas acontecerem.

Aproveitemos essa iniciativa da ACIAA para nos espelharmos e começarmos a criar o hábito de reclamarmos menos e fazermos mais.. Pense nisso e boa leitura.
 

VEJA TAMBÉM

Compartilhe