Um redemoinho de maçã (Apfelstrudel) e uma tarte feita com massa que inclui nozes ou avelãs moídas e um recheio doce (Linzer Torte) rendeu às confeiteiras Giovanna Rontal Weber Schiller, 27 anos, e Anna Caroline Mendes Evangelista, 23 anos, o título de campeãs da 8ª edição do programa “Que Seja Doce”, do canal de TV por assinatura GNT. Giovanna é de Araucária e formou dupla com Anna, de Curitiba. O episódio comandado pelo chef Felipe Bronze foi ao ar na noite desta quarta-feira, 18 de maio, e terá reprise exibida nesta quinta, 19, às 12h20.

As duas sempre trabalharam com confeitaria. Formada em Gastronomia pela PUC/PR, Giovanna, logo após se formar, foi indicada para trabalhar com o Chef Laurent Suaudeau, em São Paulo. “Meu amor pela panificação despertou ao conhecer o Chef Johannes Roos. Ao lado dele representei o Team Brazil, na França, no concurso Mondial du Pain e estagiei na Puratos, em Bruxelas”, conta a jovem.

Depois disso, ela retornou para São Paulo e trabalhou no hotel Palacio Tangará, onde fez a abertura junto com a equipe do chef francês Jean Georges Vongerichten, sendo convidada em seguida pelo Chef Yohan Ferrant, para estagiar ao seu lado na Baking School Barcelona Sabadell. “Decidi que depois de tudo isso iria voltar pra minha terrinha e construir minha vida por aqui. Passei três anos trabalhando em um empório, onde comecei como responsável pela padaria e depois me tornei Chef Executiva, cuidando de toda a parte de confeitaria, padaria e balcão. Depois de pensar muito, decidi que era hora de parar de enrolar e dar início a algo que tivesse minha cara. Foi quando decidi empreender na cidade em que cresci e vivi grande parte da minha vida e foi aí que surgiu o ‘Giovanna Cozinha’”, relata.

Anna é formada em Gastronomia pela Universidade Positivo e sempre trabalhou com confeitaria e doces. É apaixonada por isso e nunca imaginou fazer outra coisa na vida. “Iniciei minha trajetória profissional a pouco tempo, comecei trabalhando como auxiliar de confeitaria e hoje já sou chefe de confeitaria de um empório em Curitiba”, diz. Em paralelo ao trabalho no empório, ela mantém um negócio próprio, a ‘Carola Confeitaria’.

A araucariense passeia pela culinária preparando doces e também salgados, inclusive foi na cozinha quente que ela iniciou sua carreira. “Mas o que eu tenho mais afinidade e realmente ganha meu coração é a padaria e confeitaria”, completa Giovanna. Anna gosta de preparar apenas doces, tem experiência e prática com todas as áreas da confeitaria e sua especialidade são os bolos confeitados.

Estreantes

Este é o primeiro reality que as duas confeiteiras participam. “A ideia da participação surgiu como uma brincadeira. Quando a seletiva abriu, resolvemos nos inscrever e combinamos que quem fosse chamada como competidora principal levaria a outra como dupla/ajudante para participar do programa.  Nunca imaginamos que iríamos ser chamadas de verdade. O processo seletivo é longo e rigoroso, milhares de pessoas se inscrevem, leva meses e possui muitas etapas e peneiras. Tudo isso demorou muitos meses. Por isso, parecia impossível de acontecer e quando fomos chamadas, o frio na barriga foi imenso, não parecia verdade. E no fim, o que era uma brincadeira, acabou virando um grande sonho que se tornou realidade”, comemora Giovanna.

A 8ª temporada do reality que a dupla participou tem como tema “A volta ao Mundo em 80 Doces” e em cada episódio, os participantes tem que apresentar duas sobremesas típicas de um país. “Nosso programa tinha como tema a Áustria e preparamos dois doces típicos daquele país, o Apfelstrudel e o Linzer Torte, que impressionaram os jurados”, finalizou a confeiteira araucariense.

Foto – divulgação

Texto: Maurenn Bernardo

VEJA TAMBÉM

Compartilhe