Escrevi uma carta para o Papai Noel. Fui um bom menino em 2009 e pensei que merecia que meus desejos fossem atendidos. Minha carta foi bem altruísta. Não pedi nada que vá beneficiar somente a mim. Pensei na coletividade.
 
Comecei o texto relatando ao bom velhinho o estado em que se encontra Araucária. Comentei que os vereadores da cidade não andam fiscalizando as ações da Prefeitura e pedi para que em 2010 eles comecem a fazer isso, ainda mais considerando que eles terão a bagatela de R$ 23 milhões para ajudá-los a fazer o seu trabalho. Pedi ainda para que alguns edis deem uma olhada na Constituição Federal e no Regimento Interno da Câmara para saber quais são suas atribuições e comecem a desempenhá-las, ao invés de ficarem fazendo sei lá o quê.
 
Também pedi ao senhor da barba branca que tape os buracos das ruas da cidade e que o mato que encobre placas de sinalização nas estradas e dificultam a vida dos pedestres que querem andar pelas calçadas seja cortado. Pedi que os administradores públicos locais não tentem mais interferir em sindicatos, conselhos e fundos. Pedi para que minha sobrinha não fique tão triste quando souber que o laptop que lhe foi prometido não chegará. Pedi para que o meu vizinho de quase setenta anos com um tumor crescendo dentro dele agüente esperar até o final de 2010, que é quando finalmente deve ser agendada sua consulta com um oncologista. Pedi para que eventuais doenças que os moradores de Araucária tenham e ainda não descobriram fiquem estagnadas até que o check anual se torne realidade. Pedi para que os preços dos alugueis de imóveis não continue a subir no Município, assim a Prefeitura economiza nas locações. Pedi para que a gestação das mulheres araucarienses que precisam de vagas nas creches durem uns três anos, assim, quando seus filhos nascerem – quem sabe – já tenha chegado à vez delas na fila por uma vaga nos cmeis da cidade. Pedi para que no ano que se aproxima a culpa do que der errado não continue sendo colocada nos administradores passados. Pedi para que o quê resta da fauna e da flora do Parque Cachoeira agüente até que o tal do moderno centro de eventos seja inaugurado.
 
Ufa, parece bastante coisa, não é? E olha que eu ainda tinha muito mais. No entanto, vou deixar um pouco dos pedidos para os três reis magos e para o coelhinho da Páscoa. Só espero que eles também façam esse trabalho beneficente igual ao velho Noel…
 
Então pessoal… no mais, um bom Natal para todos e que 2010 seja melhor do que 2009. E não se esqueçam: antes da ceia, se puderem, façam seu comentário sobre esse texto. Obrigado e até o ano que vem.
 
 

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe